Clayson nega agressão contra dançarina e diz que vai voltar ao Bahia

e.c. bahia
17.12.2021, 18:31:00
Clayson nega participação em agressão à dançarina (Foto: Ascom/Dourado)

Clayson nega agressão contra dançarina e diz que vai voltar ao Bahia

Atacante tem contrato com o tricolor até o fim de 2022

Acusado de agredir uma dançarina, o atacante Clayson se manifestou pela primeira vez sobre o caso. Em nota divulgada nas suas redes sociais, na tarde desta sexta-feira (17), o jogador rebateu a versão do Cuiabá e negou que tenha agredido a mulher.

Clayson disse ainda que vai cumprir o contrato com o Cuiabá até o dia 31 de dezembro e que se reapresentará ao Bahia em janeiro. O atacante tem vínculo com o Esquadrão até o fim de 2022. 

Clayson foi afastado do elenco do Cuiabá antes da rodada final do Brasileirão, após a equipe tomar ciência de um Boletim de Ocorrência contra o jogador. De acordo com o clube, ao ser questionado Clayson teria confessado a agressão.

No depoimento, a vítima contou que o crime aconteceu em um motel de Cuiabá. Após a agressão, a mulher teria tentado suicídio ingerindo remédios e cortando a própria garganta. Ela foi socorrida para um hospital. 

Apesar de ter vínculo com Clayson, o Bahia ainda não se manifestou sobre o caso. O clube também não informou se o jogador está nos planos para a próxima temporada. 

Clayson chegou ao Bahia em 2020 após ter sido adquirido junto ao Corinthians por cerca de R$ 4 milhões. O jogador não  conseguiu corresponder em campo e na atual temporada acabou emprestado ao Cuiabá. 

Confira a nota divulgada pelo jogador

"Após minuciosa investigação realizada pela Delegacia de Polícia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá, sendo ouvidas cinco testemunhas presentes no ocorrido, incluindo outras mulheres, foi completamente afastada qualquer participação do atleta em episódios de agressão ou ofensa.

As declarações no Boletim de Ocorrência foram realizadas com claras intenções de locupletação e a pessoa responsável pelas falsas acusações sofrerá as consequências de seus atos.

Clayson cumprirá seu contrato de trabalho com o Cuiabá, clube ao qual foi emprestado até 31 de dezembro, e, após, se apresentará ao Bahia, clube com o qual tem vínculo até o fim de 2022.

Durante todo esse período, Clayson preferiu se calar, apesar de ampla divulgação da mídia, dando espaço apenas para uma das várias partes envolvidas no caso, e julgamentos precipitados. Ele, assim como outras testemunhas, optaram por falar à Justiça, passando suas versões, seguindo assim o caminho correto.

Por fim, Clayson afirma que repudia qualquer tipo de violência e prega respeito a todas as mulheres."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas