Com saudade da semifinal, Vitória recebe o Altos no Barradão

e.c. vitória
17.04.2021, 05:00:00
Vitória disputa uma vaga na semifinal da Copa do Nordeste (Pietro Carpi/EC Vitória)

Com saudade da semifinal, Vitória recebe o Altos no Barradão

Eliminado nas quartas nos últimos três anos, Leão enfrenta time piauiense neste sábado (17), às 18h30

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Com quatro títulos, o Vitória é o maior campeão da Copa do Nordeste mesmo sem contar o Troféu José Américo de Almeida Filho de 1976, que o clube contabiliza ao se proclamar penta. Mas o Leão vive um jejum e, há 11 anos, não conquista o regional - a última vez que levantou a taça foi em 2010, sobre o ABC. Em 2021, a esperança é acabar com a seca e, finalmente, reencontrar a “Orelhuda”. Para isso, é necessário passar pelo Altos, pelas quartas de final.

A disputa será em jogo único, marcado para este sábado (17), às 18h30, no Barradão. Quem ganhar avança às semifinais. Caso a partida termine empatada, a vaga será decidida nos pênaltis. 

A etapa atual, aliás, tem sido uma pedra no sapato do Vitória. Depois que foi campeão pela última vez, a equipe participou de sete edições da Copa do Nordeste, sem contar com esta. Foi eliminado nas quartas de final em cinco ocasiões, em 2013, 2014 e nas três últimas, entre 2018 e 2020. Avançar às semis pode ser a confiança que o time precisa para enfim reencontrar o título.

Do outro lado do campo, estará um rival inédito: Altos e Vitória ainda não se enfrentaram, seja pela Copa do Nordeste ou outra competição. O adversário piauiense, por sinal, nunca nem havia alcançado o mata-mata do regional. Estreou no torneio em 2017 e, de lá para cá, caiu cedo em todas as edições.

Essa, portanto, é a melhor campanha do Jacaré no Nordestão. Não à toa, o Leão é considerado o favorito do duelo. Mas o experiente lateral Raul Prata alerta: nada de entrar achando que o jogo será fácil. Com ampla bagagem no futebol, o atleta de 33 anos pregou respeito ao rival e alertou para os perigos da partida.

“A gente não pode, em nenhum jogo, subestimar a importância. É um adversário que se classificou, temos que entrar ligados desde o começo, como fizemos em outros jogos, dentro e fora de casa. A equipe vem colocando seu ritmo de jogo, como foi contra o Rio Branco, pela Copa do Brasil. Entramos muito fortes, começamos bem, não conseguimos fazer o gol no começo, mas, no segundo tempo, fizemos os gols, vencemos e avançamos. Partida difícil, de eliminação. Temos que estar atentos a todos os detalhes para vencer”, comentou o lateral.

Raul, aliás, vê pressão, interna e externa, para que o Vitória volte a ser campeão. Mas, para ele, isso se torna um motivador ainda maior para ganhar o troféu.

“Pressão sim, pela camisa que o Vitória tem, pelo clube que é, pelo time que tem. Tem condições de brigar pelos títulos da Copa do Nordeste, do estadual e, em seguida, também pelo acesso da Série B. Essa pressão existe, temos consciência. Mas é uma motivação. A gente entra nos campeonatos para ganhar títulos, e a Copa do Nordeste não é diferente. A gente tem time, tem consciência do tempo que o Vitória tem sem ganhar esse campeonato, que é um campeonato muito bom. Então, a gente está bem focado e motivado para buscar esse título. Temos condições para isso”, afirmou, animado. Em 2017, ele chegou na final com o Sport e perdeu para o Bahia.

Escalação
No último treino antes do jogo, na sexta-feira, o elenco treinou cobrança de pênaltis, precavido para um possível empate. Os jogadores também participaram de um treino tático e trabalharam lances de bola parada.

O técnico Rodrigo Chagas convocou 25 atletas. Entre eles, Cedric e Pedrinho, que se machucaram contra o Doce Mel, na quarta-feira, pelo Campeonato Baiano. Os dois treinaram e serão reavaliados neste sábado, já no vestiário.

Também apareceram na lista dos convocados Wesley e Eduardo, recuperados de lesão. Já Fernando Neto, Guilherme Rend e Vico seguem na transição e desfalcam o time.

Assim, a tendência é que o Vitória entre em campo com: Lucas Arcanjo, Raul Prata, Marcelo Alves, Wallace e Pedrinho; Gabriel Bispo, Cedric (Soares) e Alisson Farias; Ruan Nascimento, David e Samuel.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas