Com sete novas mortes, Bahia chega ao total de 141 óbitos por covid-19

coronavírus
04.05.2020, 18:25:00

Com sete novas mortes, Bahia chega ao total de 141 óbitos por covid-19

Há 3.734 casos confirmados do coronavírus no estado

A Bahia confirmou novas sete mortes por covid-19 e chegou ao total de 141 óbitos por causa da doença. O dado foi anunciado em boletim divulgado no fim da tarde desta segunda-feira (4), pela Secretaria da Saúde (Sesab). Durante a manhã, um levantamento anterior já apontava outras seis vítimas fatais - o que faz o estado ter somado 13 falecimentos em decorrência do coronavírus nas últimas 24 horas.

O balanço também notificou que a Bahia alcançou o número de 3.734 diagnósticos de covid-19. Eles aconteceram em 150 municípios, com maior proporção em Salvador (63,43%, com 2.370 pacientes). Há ainda 817 pessoas recuperadas e 2.776 casos ativos (quem ainda apresenta sintomas da doença).

As 141 mortes aconteceram em: Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (1); Camaçari (1); Capim Grosso (1); Catu* (1); Feira de Santana (2); Gongogi (2); Ibirataia (1); Ilhéus (5); Ipiaú (2); Itabuna (5); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Jequié* (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5); Maraú (1); Nilo Peçanha (1); Salvador (91); São Francisco do Conde (1); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vereda* (1); Vitória da Conquista (4). 

Os 135º e 136º óbitos notificados foram de pacientes residentes em Salvador, com histórico de Alzheimer, que estavam internados em hospital filantrópico na capital baiana e que faleceram nesta segunda (4). Eram um homem de 85 anos e uma mulher de 79 anos.

A fatalidade de número 137 foi de uma criança do sexo feminino de 2 anos, residente em Ipiaú, com histórico de toxoplasmose congênita. Ela foi internada em um hospital público no município de Jequié na última quarta-feira (29) e morreu no dia seguinte, quinta (30).

Uma mulher de 76 anos, residente em Salvador, com histórico de hipertensão, diabetes e fibrose pulmonar foi o 138º óbito notificado. Ela estava internada em um hospital filantrópico na capital baiana e faleceu no domingo (3).

A morte de número 139 foi de um homem de 80 anos, residente em Salvador, com histórico de doença cardiovascular. O paciente estava internado em um hospital filantrópico na capital baiana e faleceu domingo (3).

A bebê que foi infectada dentro da UTI neonatal do Hospital Português, na Barra, foi registrada como o 140º óbito. A recém-nascida tinha 3 meses e morreu no domingo (3). Segundo a Sesab, ela não tinha histórico de comorbidades. Porém, a informação do hospital é de que a bebê teve uma série de complicações por conta de uma doença congênita, evoluindo com problemas respiratórios, cardiovasculares e infecciosos. Lutou pela vida durante quase quatro meses.

A 141ª fatalidade foi de um homem de 57 anos, residente em Ibirataia, com histórico de diabetes. O paciente estava internado em um hospital público no município de Ibirataia e faleceu no dia 23 de abril. De acordo com a Secretaria da Saúde da Bahia, a notificação tardia é fruto do aprofundamento da investigação epidemiológica solicitada pela Base Regional de Saúde, em Jequié.

O boletim da Sesab registra ainda que 7.930 casos foram descartados e há 15.336 notificações em toda a Bahia. As cidades com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Ilhéus (1.484,66), Uruçuca (1.364,59), Itabuna (1.092,75), Coaraci (1.059,26) e Salvador (825,11).

Ocupação e exames
Dos 742 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para o tratamento do coronavírus, 382 possuem pessoas internadas, uma taxa de ocupação de 51%. Entre os 313 leitos de UTI adulto e pediátrico destinados apenas para a covid-19, 182 estão com pacientes (taxa de ocupação de 58%).

De acordo com a Sesab, o número de leitos muda e esses valores representam o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. "Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito", informou a Secretaria da Saúde.

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) fez 21.602 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, entre o dia 1° de março e esta segunda-feira (4). Atualmente, 1.663 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.

*Mais informações em instantes

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas