Comissão Europeia não renova pedido de vacinas produzidas pela AstraZeneca

coronavírus
09.05.2021, 14:00:00
(AFP)

Comissão Europeia não renova pedido de vacinas produzidas pela AstraZeneca

O anúncio foi feito um dia depois que a União Europeia anunciou um acordo com a Pfizer-BioNTech

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Comissão Europeia não renovou o pedido por vacinas contra a covid-19 produzidas pela AstraZeneca, anunciou o comissário do Mercado Interno da União Europeia, Thierry Breton. "Não renovamos o pedido para depois de junho. Veremos o que vai acontecer em seguida", disse Thierry Breton à rádio francesa France Inter.

O anúncio foi feito um dia depois que a União Europeia anunciou um acordo com a Pfizer-BioNTech, que prevê a extensão de contrato com inclusão de um total de até 1,8 bilhão de doses até 2023.

A vacina AstraZeneca foi fundamental para a campanha de imunização da Europa e um pilar na estratégia global para levar vacinas para países mais pobres, uma vez que é mais barata e mais fácil de usar do que a vacina da Pfizer. Mas o ritmo lento das entregas frustrou os europeus, que responsabilizaram a empresa por atrasar parcialmente o lançamento da vacina.

A Grã-Bretanha fez da vacina AstraZeneca a peça central de sua campanha de vacinação bem-sucedida.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas