Companhia de teatro de Alagoinhas fará ocupação no Pelourinho em novembro

coluna vip
12.10.2017, 10:09:00

Companhia de teatro de Alagoinhas fará ocupação no Pelourinho em novembro

Por Giuliana Mancini (interina)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Núcleo Afro-Brasileiro de Teatro de Alagoinhas (Nata) vai promover uma invasão ao Pelô, em novembro. Seis espetáculos de intérpretes e criadores do grupo serão apresentados no Teatro Sesc Senac Pelourinho, entre os dias 9 e 18. Tudo dentro do projeto Natas em Solos – Seis Olhares Sobre o Mundo.

Quem abre os trabalhos é As Balas Que Não Dei Ao Meu Filho, de Antônio Marcelo, na primeira data. No dia seguinte, Sanara Rocha encena Iyá Ilu e, no dia 11, vem Daniel Arcades com seu Impopstor.

O espetáculo Iyá Ilu: no projeto Natas em Solos – Seis Olhares Sobre o Mundo
(Foto: Andréa Magnoni/Divulgação)

As programações seguem na semana seguinte com Rosas Negras, de Fabíola Nansurê (dia 16), Mundaréu, de Thiago Romero (17) e Gbagbe, de Nando Zâmbia (18). As peças começam às 20h e têm produção executiva da Modupé Produtora. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada).

Aliás, além de integrar o projeto Natas em Solos – Seis Olhares Sobre o Mundo, Daniel Arcades irá apresentar Impopstor em uma temporada no Teatro Sesi Rio Vermelho. As performances serão em todas as quintas-feiras de novembro (dias 2, 9, 16, 23 e 30), às 20h, e em 1º de dezembro, com sessão dupla, às 17h e 20h. Com direção de Susan Kalik, o espetáculo tem ingressos a R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Impopstor terá temporada no Teatro Sesi Rio Vermelho
(Foto: Andréa Magnoni/Divulgação)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas