Conheça 115 mulheres de referência na luta antirracista

midiã noelle
25.07.2020, 11:50:00
Atualizado: 25.07.2020, 12:11:41

Conheça 115 mulheres de referência na luta antirracista

25 de Julho é Dia Internacional da Mulher Afro Latino-Americana e Caribenha e Dia Nacional da quilombola Tereza de Benguela e das Mulheres Negras

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

“Nossos passos vêm de longe” … Já nos ensinou Jurema Werneck. “Viva nós e as águas, e os ventos, e as matas, e o fogo”, nos reenergizou Vilma Reis. “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de ficarmos vivos”, nos relembrou Conceição Evaristo.

Neste 25 de Julho, Dia Internacional da Mulher Afro Latino-Americana e Caribenha e Dia Nacional da quilombola Tereza de Benguela e das Mulheres Negras, peço a atenção de todas/os vocês caras/caros leitoras/es: as mulheres negras são multiplas!

As nossas lutas se dão em muitos espaços e de diferentes formas. Não há padrão. Não nos coloquem em caixas. Lutar por direitos nada mais é do que a nossa forma de re-existência.

Cotidianamente, nos impomos porque as intersecções do racismo com o sexismo, o machismo, são cotidianas. Hoje, nesta coluna, um registro histórico do presente. Buscamos muito olhar o passado para tentar garantir um futuro melhor, mas, nem sempre, nos debruçamos a olhar o presente. E de presente, entrego à vocês, a minha Lista Negra. São 115 mulheres negras, plurais em narrativas, trajetórias, nomes e sobrenomes.

Eu, Midiã Noelle, redatora das escrevivências desta coluna, entrego aqui parte do coletivo que habita em mim. E não... Não é uma mais uma lista. Não! Não é mais um poster com imagens – e aqui agradeço à jornalista Ana Luiza Uwai, que me apoiou na elaboração. A coluna de hoje é registro e memória do nosso tempo. E como bem nos eternizou Mãe Stella de Oxóssi: O Tempo é agora. Use bem o seu.

Ubuntu.

1.       Adriele Regine – Designer de moda, Mestre em Estudo Étnicos e Africanos, Especialista em em Desenho, Registro e Memória Visual. Idealizadora do Lendo Mulheres Negras

2.       Alane Reis - Jornalista, mestranda em Comunicação, editora da Revista Afirmativa e militante do Odara Instituto da Mulher Negra

3.       Amanda Dias - Jornalista econômica que conversa com o público negro e de baixa renda. Idealizadora do Grana Preta

4.       Ana Claudia Pereira - Doutora em Ciência Política. Mestre em Ciência Política. Desenvolve pesquisa nos temas de gênero e raça. Atua como Gerente de Projetos na ONU Mulheres

5.       Bruna Jaqueto - Doutora em Sociologia, com doutorado-sanduíche com bolsa CAPES/Fulbright na Universidade da Califórnia, Berkeley. Professora no departamento de Sociologia da UNB

6.       Ana Flauzina – Escritora, Advogada, Historiadora, especialista em Sistema de Justiça Criminal, mestra e doutora em Direito e pós doutora. É professora adjunta da Faced/UFBA e proprietária da Editora Brado Negro

7.       Ana Flávia Magalhães Pinto – Jornalista, historiadora, mestra, doutora e pós-doutora em História. É professora adjunta no Departamento de História da UnB. Autora de “Imprensa Negra no Brasil no século XIX” e “Escritores de Liberdade: Literatos negros, racismo e cidadania no Brasil oitocentista”

8.       Angela Figueiredo - Antropóloga e mestre em Ciências Sociais. É doutora em Sociologia e realizou seu pós-doutorado no Carter Woodson Institute (UVA-EUA). Atualmente, é professora adjunta da UFRB, associada ao Programa Pós-Afro da UFBA e coordena o curso Fábrica de Ideias

9.       Angela Guimarães – Socióloga, presidenta da UNEGRO. Ex-presidenta do Conselho Nacional de Juventude e ex- Secretária Adjunta Nacional de Juventude

10.   Anielle Franco – Ativista, professora e recentemente assumiu o cargo de diretora do Instituto Marielle Franco, criado por ela e sua família. Ela é irmã da vereadora Marielle Franco

11.   Barbara Carine – Graduada em Química. É professora na UFBA. Tem mestrado e doutorado em Ensino de Química. É vice-diretora do Instituto de Química da UFBA e consultora Pedagógica na Escola Afro-Brasileira Maria Felipa

12.   Bia 'Bixarte' Manicongo - Poetisa, rapper, MC e atriz da Paraíba

13.   Bibiana Leite – Formada em Administração de Empresas, concluiu um mestrado executivo na renomada Columbia University, em Nova Iorque. Lidera parcerias de conteúdo do Youtube para a América Latina.

14.   Camila de Moraes - Jornalista nascida no Rio Grande do Sul, dirigiu o documentário O Caso do Homem Errado, que conta a história do operário negro Júlio César, padrinho de seu irmão, que ao ser confundido com um assaltante foi executado pela polícia em 1967

15.   Camila França – Jornalista e radialista. Integra a ONG Stevie Biko na área da Comunicação

16.   Camilla França - Jornalista, produtora cultural. Atua na comunicação do Bloco Alvorada, tradicional bloco de samba baiano, em apoio aos dirigentes, um deles, seu pai, Vadinho França

17.   Carla Akotirene - Militante, teórica e uma das principais referências do feminismo negro no Brasil.  Publicou o livro “Interseccionalidades” na coleção Feminismos Plurais e a publicação Ó Paí Prezada”. Atualmente é Colunista da Vogue Brasil

18.   Carol Barreto - Carol Barreto é docente e Membro de Colegiado do Bacharelado em Estudos de Gênero e Diversidade UFBA. Mestre em Desenho, Cultura e Interatividade e Especialista em Desenho. Faz doutorado em Cultura e Sociedade. Desenvolve trabalhos relacionados as relações entre a linguagem, moda, o vestuário e a construção dos caracteres do gênero e das identidades sexuais. Suas coleções já passaram por Chicago, Toronto, Paris, Dakar, Luanda e Nova Iorque

19.   Cleidiana Ramos - Doutora em antropologia, mestra em Estudos Étnicos e Africanos. Tem experiência na área de Jornalismo, Comunicação Social e Novas Tecnologias e Antropologia. Professora de universidades públicas e faculdades particulares, ela é uma das referências nacionais de comunicação antirracista

20.   Conceição Evaristo - escritora mineira, romancista, contista, e um dos nomes mais importantes da literature contemporânea brasileira. Homenageada como Personalidade Literária do Ano pelo Prêmio Jabuti 2019 e vencedora do Prêmio Jabuti 2015

21.   Crisfanny Soares – Cantora, especialista técnica em empreendedorismo e uma das aritucalodas da Mobilizaçaõ Nacional Pró-Saúde da População Negra entre os anos de 2010 e 2013

22.   Dani Gábriél – CEO da Dume - Design de moda e gestora em negócios. Trabalha na criação e desenvolvimento de produtos para grandes players do varejo de moda e de marcas próprias

23.   Denise Carrascosa - Doutora em crítica literária e cultural, tradutora literária, advogada e professora adjunta de literatura na UFBA. Lidera a pesquisa Traduzindo no Atlântico Negro e coordena o projeto “Corpos Indóceis e Mentes Livres?”, de oficinas de escrita literária e performance no Conjunto Penal Feminino do Complexo Penitenciário Lemos Brito, na Bahia

24.   Denize Ribeiro - É Coordenadora do NEGRAS - Núcleo de Estudos e Pesquisas em Gênero, Raça e Saúde da UFRB. Tem graduação em Licenciatura em Nutrição e Dietética e bacharelado em Nutrição). É especialista em Desigualdades Raciais na Educação pelo CEAO/UFBA, mestre em Saúde Comunitária e doutora em Saúde. Integra a Mahin – Organização de Mulheres Negras

25.   Djamila Ribeiro - Filósofa, feminista negra, escritora e acadêmica brasileira. É pesquisadora e mestra em Filosofia Política. É colunista do jornal Folha de S. Paulo e da Elle Brasil. Idealizadora da Coleção Feminismos Plurais

26.   Dora Sousa – A proprietária do respeitado restaurante D‘Veneta no Santo Antônio Além do Carmo, em Salvador, também é médica. Dora “abriu os caminhos” da UFBA para que outras pessoas negras no curso. Integra a Mahin – Organização de Mulheres Negras

27.   Driade Aguiar - Ativista do Fora do Eixo, feminista negra, pansexual, militante body positive e gestora da Mídia NINJA

28.   Egnalda Cortes – Mentora e Ceo da Cortês Assessoria, primeira agência de influenciadores negros da América Latina

29.   Eliane Dias – Ativista, empresária e advogada à frente da gestão da carreira dos Racionais MC’s, o maior grupo de rap do Brasil

30.   Eliete Paraguassu –  Pescadora, marisqueira quilombola e liderança da Ilha de Maré, Salvador

31.   Eline Nascimento – Educadora física e personal trainer de celebridades negras com foco em cuidado e promoção da auto estima

32.   Emanuelle Góes – Enfermeira, mestra em enfermagem, doutora em Saúde Pública com concentração em Epidemiologia. Faz parte do Conselho Editorial do Portal Catarinas

33.   Emanuelle Silva - Doutoranda em Saúde Coletiva. Atua com gestão social, justiça, asisstência e saúde. Foi uma das idealizadoras do Programa Corra pro Abraço, de redução de danos

34.   Eva Bahia – Ativista, formada em Administração de Empresas e com pós graduação em Educação. Uma das articuladoras do Fórum Marielles e integra a Mahin Mulheres Negras

35.   Evelyn Sacramento – Idealizadora do projeto Lendo Mulheres Negras

36.   Fernanda Lopes - Bióloga, mestra e doutora em Saúde Pública, área de concentração epidemiologia. Atualmente é diretora de programas do Fundo Baobá para a Equidade Racial.

37.   Fernanda Santiago - Bacharela em Ciências Sociais e uma das coordenadoras da editora Segundo Selo e coordenadora de produção na editora Organismo

38.   Flavia Oliveira -  Técnica em estatística e jornalista. Referência no campo do jornalismo sobre pautas socioeconômicas. Colunista do jornal O Globo, comentarista na Globo News e Rádio CBN

39.   Gabriela Chaves - Economista, palestrante e fundadora da NoFront - Empoderamento Financeiro

40.   Givânia Silva – Quilombola de Conceição das Criolas, em Pernambuco, professsora, mestra em políticas públicas e gestão da educação e doutoranda em sociologia

41.   Glenda Dantas – Ativista do Baixo Sul da Bahia e estudante de jornalismo. Fundou a ação Conexão Malunga, plataforma de discussões sobre tecnologia da informação e comunicação

42.   Graça Onasilê – Cantora com mais de 30 anos de carreira. Pioneira como vocalista de blocos afros, estando durante 23 anos à frente dos vocais do Ilê AIyê

43.   Helena Oliveira – Socióloga, pós-graduada em Segurança Pública e Justiça Criminal e em Gestão e Desenvolvimento Urbano. Coordenadora do UNICEF na Bahia, Sergipe e Minas Gerais

44.   Heliana Heméterio – Feminista negra, lésbica, historiadora e especialista em gênero e raça. Compõe a vice-presidência da ABGLT

45.   Isabela da Cruz – Jovem ativista quilombola da comunidade do Paiol de Telha, primeiro quilombo titulado no Paraná, advogada e mestranda em Direito

46.   Itala Herta – Formada em Relações Públicas, empreendedora, palestrante, produtora cultural e diretora de operações da Vale do Dendê, centro de inovação para periferias

47.   Jamile Menezes – Jornalista idealizadora do Portal Soteropreta, primeiro portal de potícias voltado, prioritariamente, para a produção cultural negra de Salvador

48.   Jaqueline Góes – Biomédica, cientista e mestra em Biotenologia. Mapeou os primeiros genomas do novo Coronavírus no Brasil

49.   Jaqueline Gomes – Professora de Psicologia do IFRJ. Doutora em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, com Pós-Doutorado em Ciências Sociais

50.   Jessica Ipolito - Idealizadora do blog Gorda e Sapatão. Graduanda em Gênero e Diversidade. É entusiasta de novas tecnologias, séries, filmes e cultura pop. Integra a Revista Afirmativa

51.   Joseide Maria – Enfermeira, bacharel em filosofia, pesquisadora do campo de Centro Cirúrgico e Recuperação Anestésica. É especialista em Auditoria em Saúde

52.   Josy Azeviche – Designer de Moda, Pós-Graduanda em Marketing Digital, integrante da comissão de comunicação do Movimento Agora é Ela e da Mahin Mulheres Negras

53.   Juliana Borges - Feminista negra antiproibicionista e antipunitivista. Autora do livro “O que é Encarceramento em Massa?”.

54.   Juliana Cezar Nunes - Doutoranda em Comunicação Social, trabalha na Empresa Brasil de Comunicação e integra a Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-DF)

55.   Jurema Werneck -  Feminista negra, médica, doutora em Comunicação e Cultura. Ativista do movimento de mulheres negras. Diretora Executiva da Anistia Internacional Brasil. Uma das fundadoras da ONG Criola

56.   Katiuscia Ribeiro – Filósofa, professora e Coordenadora Geral do laboratório Geru Maa de Africologia e estudos Ameríndios na UFRJ. Doutoranda em filosofia africana

57.   Katleen Conceição – Médica dermatologista especializada em pele negra

58.   Kelly Quirino - Doutora e Mestra em Comunicação. Pesquisa jornalismo, relações raciais e diversidade.

59.   Larissa Fulana de Tal - Diretora de criaçāo na produtora Olhos Abertos Audiovisual, Graduada em Cinema e Audiovisual, associada da APAN, Diretora do documentário “Lápis de Cor (2014)” e do curta-metragem “Cinzas”. Diretora da série “Diz aí! Afro e indígena”, do Canal Futura (2018)

60.   Lia Maria – Brasiliense e criadora da marca Diáspora009. Formada em Gestão de Políticas Públicas de Gênero e Raças, possui especialização em Culturas Negras do Atlântico, e trabalhou para as Nações Unidas

61.   Liliane Rocha - Fundadora e CEO da Gestão Kairós. Autora do Livro “Como ser um líder inclusivo”

62.   Linda Bezerra – Piauiense. Jornalista. Editora-chefe do Jornal CORREIO

63.   Lindinalva Barbosa - Mestra em Estudos de Linguagens e Egbomi do Terreiro do Cobre, integrante da Mahin – Organização de Mulheres Negras

64.   Lindinalva Paula - Militante, integrante da Rede Mulheres Negras da Bahia e vice-presidenta do Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra do Estado da Bahia (CDCN)

65.   Livia Natália – Escritora e poeta. Formada em Letras, Mestra e Doutora em Teorias e Crítica da Literatura e da Cultura. Professora Adjunta do setor de Teoria da Literatura da UFBA

66.   Livia Vaz - Jurista brasileira, que atua como promotora de Justiça. É coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação do MP/BA

67.   Lorena Vilas Boas - Graduanda em Engenharia Elétrica e técnica em Automação Industrial. Integra o G(irls)20 Delegate e é Jovem Embaixadora e Embaixadora do Nordeste da Brazil Conference

68.   Luana Bonfim – Designer e idealizadora da marca de biojóias e roupas Preta Brasil. Marca resgata a ancestralidade afro-indígena brasileira e valoriza a feminilidade

69.   Luana Natielle – Advogada com mestrado em Ciências Jurídicas. Trabalha com Direitos Humanos e Educação Popular e promoção da dignidade da pessoa humana

70.   Lúcia Xavier - Assistente social, referência do movimento negro e ativista de direitos humanos. Coordenadora da ONG Criola. Na III Conferência Mundial de Combate ao Racismo, à Xenofobia e Intolerâncias Correlatas, promovida pela ONU em Durban, em 2001, foi revisora da Declaração de Durban e do seu Plano de Ação

71.   Luciana Brito – É historiadora, especialista nos estudos sobre escravidão, abolição e relações raciais no Brasil e EUA e é professora da UFRB. É autora do livro “Temores da África: segurança, legislação e população africana na Bahia oitocentista” e colunista do Nexo Jornal

72.   Luciana Ribeiro – De Xique-Xique para o mundo. É educadora, pesquisadora e curadora. Mestra em História da Arte

73.   Luciane Reis - Publicitária, idealizadora do Merc'Afro e pesquisadora de afroempreendedorismo, etno desenvolvimento e negócios inclusivos

74.   Lugana Olaiá - Jornalista, especialista em Comunicação Corporativa, empreendedora negra. Integra o Maracatu Ventos de Ouro e cuida da comunicação do Lendo Mulheres Negras

75.   Madalena Bispo – Também conhecida como Madá Negrif, a designer de moda, criou a marca de roupas Negrif e desde então passou a vender seus produtos, com foco em estampas étnicas, e inspirer criadores em diversos estados brasileiros e países

76.   Maili Santos – Maquiadora e pessoa com deficiência, inspira diversas mulheres com sua força e história. Possui paralisia desde o primeiro ano de vida. Referências no campo da maquiagem e estética

77.   Maíra Vida – Advogada. Presidente da Comissão Especial de Combate à Intolerância Religiosa da OAB

78.   Maria de Fátima Gavião – Agente Comunitária de Saúde e Líder comunitária na comunidade do Calabar. Estudante do curso de Gênero e Diversidade na UFBA

79.   Maria José Menezes - Bióloga e ativista da Coalizão Negra por Direitos.  Membro da Marcha das Mulheres Negras de São Paulo e da Mahin – Organização de Mulheres Negras

80.   Mariana Gomes - Ativista e estudante de jornalismo. Integra a Revista Afirmativa e fundou a ação Conexão Malunga, plataforma de discussões sobre TI e comunicação

81.   Maura Cristina - militante, psicóloga e gestora, ativista social. Liderança do Movimento Sem Teto da Bahia e da a Articulação dos Movimentos e Comunidades do Centro Antigo de Salvador

82.   Micaela Cyrino - Artista plástica, ativista, arte educadora e utiliza esse método para falar sobre a Aids. Micaela nasceu com HIV. Hoje, aos 30 anos, é uma referência sobre o tema no Brasil

83.   Michely Ribeiro - Ativista, psicóloga, compôs a equipe de articulação da Mobilização Nacional Pró Saúde da População Negra. Representou o Movimento Negro no Conselho Nacional de Saúde

84.   Monique Evelle - Idealizadora do Desabafo Social, laboratório de tecnologias sociais aplicadas à educação, comunicação e geração de renda e sócia da SHARP, hub de inteligência cultural

85.   Naira Gomes – Antropóloga e fundadora da Marcha do Empoderamento Crespo em Salvador

86.   Nathália Oliveira – Socióloga e co-fundadora da Iniciativa Negra por Uma Nova Política sobre Drogas

87.   Nazaré Lima - Possui graduação em Letras Vernáculas, mestrado em Educação, doutorado em Letras e Lingüística e pós-doutorado em Estudos Literários. Uma das fundadoras do Ceafro, atual Iceafro – Instituto Ceafro. Foi responsável pela formação de diversos militantes negros do Brasil. Uma das pioneiras e grandes referências brasileiras no campo da educação antirracista

88.   Olivia Santana - Pedagoga, militante do movimento de mulheres negras e fundadora da UNEGRO e deputada estadual. Foi vereadora de Salvador e ocupou secretarias do Estado

89.   Paula Lima - Cantora  e compositora brasileira de MPB, soul e funk. Advogada e pianista, fez parte da Banda Funk Como Le Gusta

90.   Rachel O. Maia - Contabilista e empresária brasileira, atualmente CEO da Lacoste no Brasil

91.   Rachel Quintiliano – Jornalista, pós-graduada em Comunicação e Saúde, colunista da Revista Raça e Oficial de Comunicação do UNFPA Brasil

92.   Regina Adami - Gestora pública, integrante do Irohin e da coordenação nacional da Coalizão Negra por Direitos

93.   Renata Dias – Relações Públicas, diretora Geral da Fundação Cultural do Estado da Bahia, mestranda em Comunicação

94.   Rita Batista - Radialista, jornalista e apresentadora de televisão brasileira

95.   Semayat Oliveira – Jornalista e uma das idealizadoras do Nós Mulheres da Periferia

96.   Silvia Nascimento - Jornalista e diretora de conteúdo do site Mundo Negro, curadora digital e produtora de conteúdo especializada em questões étnicas

97.   Sueide Kintê – Ativista, jornalista, idealizadora do aplicativo Mais Amor Entre Nós

98.   Sueli Carneiro – Filósofa e integrante do movimento negro brasileiro. Feminista e intelectual. É mestra e doutora em Sociologia/Estudos Urbanos. Fundou o Geledés e é considerada uma das principais fontes sobre o feminismo negro no Brasil

99.   Tania Palma – Assistente social, ex-Ouvidora da DPE/BA, já foi presidente da Associação dos Moradores do Nordeste de Amaralina, atuou na Rede Feminista da UFBA e no Movimento de Defesa à Moradia. É uma das principais referências nacionais no campo da atuação política de enfrentamento à violência contra às mulheres, sobretudo, os casos de feminicídio

100.  Telma Souza – Atriz e educadora social, começou sua carreira no Bando de teatro Olodum e esteve em espetáculos como Cabaré da Rrrrraça, Ó Paí, ó, O Sonho de uma Noite de Verão, Áfricas, no cinema Jardim das Folhas Sagradas, Ó Paí, Ó e Joelma, na TV o Seriado Ó Paí, ó, as novela Gabriela e O outro Lado do Paraíso. Seu ultimo trabalho foi a série “Ninguém Está Olhando” na Netflix

101. Thaís Bernardes - Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França. É idealizadora do portal Notícia Preta

102. Thaís Zimbwe - Zimbwe - Coordenadora da UJIMA. Jornalista, militante pelos direitos humanos e de combate ao racismo. Uma das maiores referências nacionais nas pautas sobe juventude negra e perspectiva internacional

103. Thalita Monteiro - Advogada: ponte entre Gente e o Direito. Tradutora do Juridiquês ao Pretuguês na Revista Afirmativa

104. Thiffany Odara – Trans, feminista, educadora social, pedagoga, especialista em Gênero, Raça, Sexualidade e Etnia e redutora de danos

105. Tia Má/Maíra Azevedo - jornalista, escritora e humorista. Uma das vozes mais importantes da atualidade no ativismo digital pelo enfrentamento ao racismo

106. Trícia Calmon – Socióloga, Mestranda em Desenvolvimento e Gestão Social, coordenadora do Corra pro Abraço, Conselheira do Conselho Estadual de Políticas de Drogas, especialista em Políticas Públicas de Gênero e Raça e membro consultivo do Fundo Baobá

107.  Val Benvindo – Jornalista negra e produtora cultural. Proprietária da Benvindo Produções. É responsável por produções de grandes ações e de artistas e grupos negros

108. Valdecir Nascimento - Militante negra referência, escritora, historiadora e mestra em Educação. Coordenadora do Odara - Instituto da Mulher Negra

109.  Vilma Reis – Socióloga, ativista negra, defensora dos direitos humanos, integrante do Instituto Ceafro e da Mahin – Organização de Mulheres Negras. Foi Ouvidora Geral da DPE/BA e mobiliza o cenário politico com a campanha Agora É Ela de visibilidade de mulheres negras na cena política de Salvador

110.  Viviane de Jesus – Turismóloga, com atuação em gestão pública e administração. Atuou diretamente em ações no Governo do Maranhão no campo da promoção cultural do artesanato do estado. Tem experiências em gestão de recursos em agências das Nações Unidas

111. Viviane Ferreira - Diretora e roteirista. Dirigiu e roteirizou os curtas “Mumbi7Cenas pós Burkina(2010)” e “ O dia de Jerusa (2014)”. Assina a direção e roteiro do longa metragem “Um Dia Com Jerusa (2019)”, produzido pela Odun Filmes. Mestra em políticas do audiovisual e Presidente da APAN e Diretora Artística do “Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul"

112.  Winnie Bueno - Bacharel em direito, icriadora da Winniteca, ativista dos movimentos sociais negro e feminista, Mestra em Direito Público, autora do livro “Imagens de Controle – Um conceito do pensamento de Patrícia Hill Collins”

113. Wladia Góes - Figurinista e produtora de moda. Recentemente se tornou reconhecida internacionalmente por começar a partilhar ao mundo sua relação afroafeitva com o marido durante a quarentena, através da sua página no Instagram. 

114. Zelinda Barros - Cientista social, doutora em Estudos Étnicos e Africanos. Coordenadora do grupo de pesquisa NYEMBA na UNILAB, membro do grupo de pesquisa YORUBANTU na UFBA e Conselheira suplente do Conselho Estadual de Educação da Bahia, período 2018-2022

115.  Zezé Pacheco - Integrante da Comissão Pastoral das Pescadoras e Pescadores (CPP), da Mahin – Organização de Mulheres Negras e da Coalizão Negra por Direitos

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas