Conheça a rota das vinícolas boutique do Alto Maipo, em Santiago

paula theotonio
12.05.2019, 05:00:00

Conheça a rota das vinícolas boutique do Alto Maipo, em Santiago


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A colheita manual das uvas (foto/divulgação)

Aos pés da Cordilheira dos Andes e nos limites de Santiago está uma das microrregiões produtoras de vinho mais interessantes e fáceis de se conhecer no Chile. É no Alto Maipo, dentro do Valle Central, onde são elaborados alguns dos melhores rótulos a partir de Cabernet Sauvignon do país – quiçá, do mundo. Seus solos pedregosos, tardes cálidas e noites frias presenteiam os tintos ali produzidos com um delicioso aroma frutado de cassis, estrutura e taninos marcantes.

É lá onde estão as vinícolas e marcas mais conhecidas do país: a grandiosa Concha y Toro, com suas milhões de garrafas ao ano; além das aclamadas Don Melchor, Almaviva e Perez Cruz. Mas nem só de grandes nomes vive esse valorado terroir: há tours especiais, como o WineDay Maipo, que levam a pequenas joias afastadas do turismo de massa, escondidas entre bairros quase rurais, caminhos sinuosos e cenários inesquecíveis.

Pequena notável

Na comuna de Peñalolén, a alguns minutos do centro de Santiago e em meio a condomínios residenciais, está a graciosa Viña Aquitania. Recebidos pela sorridente Bárbara Venegas, descobrimos que daquele pequeno vinhedo de 15 hectares, quase orgânico, sai um dos ícones da adega: o aromático e distinto Aquitania Lázuli Cabernet Sauvignon 2016, com toque de 15% de Syrah. Naquelas parreiras de 30 anos, a uva emblemática desenvolve cascas mais finas – resultando em uma bebida com corpo e cor mais leves do que conhecemos. Um vinho elegante, fresco, especiado e surpreendente!

Os Vinhos Aquitania são encontrados em poucas lojas virtuais brasileiras (foto/divulgação)

Em sua bodega são processadas 180 mil garrafas por ano, entre vinhos do Maipo e do Valle del Malleco, 650 km ao sul de Santiago. Desta, que é uma das regiões produtoras mais austrais do país, sai o saboroso e encorpado Aquitania SoldeSol Chardonnay 2014, um branco complexo e versátil em harmonizações – além de outros rótulos de Sauvignon Blanc e Pinot Noir.

Elegância, beleza & inovação

Os demais turistas que me acompanhavam estavam ansiosos pela visita à Viña El Principal, na comuna de Pirque, já “famosa” no Brasil. Recepcionados pela atenciosa Alexandra, uma guia brasileira, entendemos um pouco da filosofia da vinícola: são 200 mil garrafas ao ano, colheita manual e duas propostas apresentadas pelo enólogo Gonzalo Guzmán. De um lado, a busca pela elegância clássica em seus tintos de assemblage, e um pouco de inovação com varietais de castas brancas espanholas, como Verdejo, Albariño, Mencía e Graciano.

A El Principal possui uma adega subterrânea, onde também acontecem algumas degustações da vinícola (foto/divulgação)

Na sala de degustações, dentro da adega, pude então provar o famoso Calicanto 2016 – responsável por 70% de toda a produção na El Principal. Entendi o auê: fresco, com aromas de frutas maduras e madeira em equilíbrio! Em seguida fomos levados a um mirante altamente instagramável, com vista para todas as videiras e onde a vinícola realiza desde almoços até casamentos. Em nossas taças, doses generosas do El Principal Memórias 2015: um tinto denso, complexo e com aroma de frutas em compota sobre madeira tostada. A bebida traz todo o esplendor da Cabernet Sauvignon com uns toques de Petit Verdot para aumentar acidez; Syrah para apimentar; Carmenère para arredondar e Cabernet Franc, para intensificar suas melhores características.

Vocação

Finalizamos o dia na Alyan Wines, e que encerramento! A vinícola, que produz cerca de 600 mil garrafas ao ano, surgiu da união de dois “nascidos” no mundo do vinho: Andrés Pérez, neto de um importante viticultor do Valle del Maule; e Alicia Balmaceda, neta do fundador da Viña Undurraga. Antes da Alyan, foram proprietários da Santa Carolina e hoje atendem aos seus visitantes no belíssimo casarão da propriedade, também situada na comuna de Pirque.

Na companhia da guia Valentina, circulamos demoradamente pelos vinhedos e jardins, onde provamos o Alyan Chardonnay Gran Reserva 2018, super jovem e sem estágio em barrica. No casarão, passamos pelas áreas de processamento e bodega, para enfim degustar o amadeirado Alyan Carmenère Gran Reserva 2015 dentro de um antigo barril de 10.000 litros!

A Alyan Wines tem uma das mais belas estruturas para receptivo de enoturistas no Alto Maipo (foto/divulgação)

Finalizamos nossa visita com uma degustação de queijos e embutidos com vista para a propriedade, acompanhados do complexo, tânico e frutado Alyan Cabernet Sauvignon Gran Reserva 2015. Naquele momento de maior descontração, soube que grande parte das estruturas foi construída pelos próprios funcionários e decorada com itens de viagens dos donos! Por vários momentos, desejei morar ali. Cheguei até a fazer o pedido; vai que cola, né?

Pontos em comum: produções pequenas, práticas sustentáveis e uso de rosas para detecção de pragas.


Como chegar: é possível ir de carro, mas o mais seguro – devido ao consumo alcoolico – é contratar uma agência de turismo para visitação. O WineDay Maipo é realizado todas as segundas-feiras a partir de Santiago pela 321 Chile. Contato: experiencia@321chile.cl ou +56 9 9243 3971.

Quais vinhos comprar na vinícola: Alyan Cabernet Sauvignon Gran Reserva 2015 e o Aquitania Lázuli Cabernet Sauvignon 2016

Quais vinhos comprar no Brasil: El Principal Calicanto 2016 e El Principal Memorias 2015.


A colunista viajou a convite da 321 Chile

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas