Conmebol ‘mudou’ o nome da Fonte Nova na Sul-Americana

bate-pronto
17.02.2020, 05:00:00
Atualizado: 17.02.2020, 08:40:39

Conmebol ‘mudou’ o nome da Fonte Nova na Sul-Americana

por editoria de esportes

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Conmebol ‘mudou’ o nome da Fonte Nova
O torcedor do Bahia mais atento deve ter percebido uma novidade na Fonte Nova durante o jogo contra o Nacional do Paraguai, na quarta-feira da semana passada. A mudança estava na área externa do estádio, onde uma faixa preta cobria a palavra Itaipava, que consta na fachada da arena devido a um acordo de naming rights assinado em 2013 e válido até 2023. A alteração, no entanto, não tem nada a ver com o contrato com o Grupo Petrópolis, dono da marca de cerveja. Procurada pelo CORREIO, a Arena Fonte Nova informou que a medida foi tomada em atendimento ao regulamento da Conmebol para a Copa Sul-Americana, que dá à confederação o direito de instalar banners e afins dos seus patrocinadores - o que não é o caso da cervejaria. A faixa foi retirada no dia seguinte ao jogo.

Bahia teve que arcar custos incomuns
Por exigência da Conmebol, o Bahia teve que arcar custos exigidos pela confederação na Copa Sul-Americana que são incomuns nas competições nacionais. Coube ao tricolor, por exemplo, pagar os cordeiros que limitam a área de atuação dos fotógrafos ao lado do campo e também fornecer um celular apto a fazer ligações internacionais para uso de dirigentes da Conmebol.

Acesso do Jacuipense vira documentário
O acesso inédito do Jacuipense à Série C do Campeonato Brasileiro, conquistado no ano passado, virou um documentário que será lançado em março, segundo anunciou o clube de Riachão do Jacuípe. O filme será exibido no canal oficial do Jacuipense no YouTube, criado em dezembro. O nome do canal é TV Jacupa. A classificação foi confirmada com vitória de 1x0 sobre o Floresta, com gol de Wesley, no Valfredão.

Nadson na prefeitura de Serrinha
O ex-atacante Nadson, ídolo do Vitória, agora é diretor de competições da prefeitura de Serrinha. A atuação de Nadgol continua ligada ao esporte. Na semana passada, ele intermediou uma reunião entre a Liga Desportiva Serrinhense e a FBF. Depois do Carnaval, lançará o calendário esportivo de 2020.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas