Consul aposta em mercado de linha branca no Nordeste

donaldson gomes
09.07.2021, 05:30:00
Atualizado: 12.07.2021, 15:39:45

Consul aposta em mercado de linha branca no Nordeste

Olho no NE
Dois em cada três lares nordestinos ainda vivem sem uma das maiores comodidades da vida moderna, a máquina de lavar roupas. Não por acaso, a região é o foco de uma campanha de relacionamento da Consul. Aqui na região estão 10 milhões dos 19 milhões de lares brasileiros sem o eletrodoméstico. Como comparação, enquanto a região tem 37% dos lares com máquinas de lavar, no restante do país o número é de 66%. O cenário é explicado tanto por fatores econômicos, quanto culturais, contatou uma pesquisa exclusiva realizada pela Whirlpool, dona da marca Consul. Enquanto no restante do país, o ato de lavar roupa está associado quase que exclusivamente à limpeza, por aqui tem a conotação de um “ato de carinho”, explica Allyne Magnoli, diretora de Marketing da Whirlpool. “Nos surpreendeu porque para a mulher nordestina, lavar roupas tem relação com a ancestralidade dela, reflete garra, mas é um ato de carinho também”, destacou. 

Regionalidade
A marca conversou com 80 pessoas, homens e mulheres de todas as classe sociais, contou Allyne Magnoli. Um dos cuidados adotados pela empresa na pesquisa foi o de tentar entender e respeitar as diferenças culturais na região. Neste sentido, as peças publicitárias terão quatro sotaques diferentes. Uma das vozes da campanha será da jornalista e influenciadora Maíra Azevedo, a Tia Má. No último ano, as vendas de eletrodomésticos da marca cresceram 16%, segundo a diretora de Marketing da Whirlpool – segundo ela, com o Nordeste registrando resultados maiores que estes. 

Melhor que 2019
O comércio baiano registrou um faturamento de R$ 9,7 bilhões em maio. O volume de recursos representou uma alta de 57,3% em relação ao mesmo mês de 2020, segundo levantamento da Fecomércio-BA com base nos dados da PMC, do IBGE. E mais, o estudo aponta ainda que a atividade registrou um crescimento de 7,9%, mesmo na comparação com maio de 2019, um ano antes da pandemia do novo coronavírus. O resultado supera as expectativas. A Fecomércio-BA projetava uma alta de 0,5% para alguns setores específicos relacionados ao Dia das Mães. O desempenho mensal é o melhor desde o ano de 2017. 

Expansão
A Rede Mater Dei de Saúde, que está construindo um novo hospital em Salvador, anunciou uma nova frente de expansão nacional e crescimento  com a aquisição de 70% do capital social do Grupo Porto Dias, proprietário de duas unidades hospitalares (Hospital Porto Dias e Porto Quality) e duas unidades de diagnóstico em Belém (PA). Para consumar a operação, a companhia pagará R$ 800 milhões em caixa e emitirá 27.272.728 ações, em favor dos acionistas do Grupo Porto Dias. A negociação inclui também termos e condições para a aquisição futura dos 30% de participação remanescentes da família Porto Dias.  A operação ainda está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). 

Lojas próprias
A Shineray do Brasil anunciou que vai abrir quatro lojas de fábrica nos estados de São Paulo, Ri, Minas e Pernambuco. Segundo a empresa, o investimento de R$ 1 milhão faz parte dos planos para ampliar a participação do mercado. Em cinco anos, a empresa projeta a presença em todos os estados do país. A  Shineray diz que as unidades vão operar em conjunto com os mais de 200 pontos de vendas que a empresa já tem no país.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas