Contra o CRB, Vitória busca triunfo de número 450 no Barradão

e.c. vitória
12.11.2019, 05:00:00
Atualizado: 12.11.2019, 15:20:40
Vitória chegará ao jogo de número 755 no Barradão (EC Vitória/Divulgação)

Contra o CRB, Vitória busca triunfo de número 450 no Barradão

Estádio do rubro-negro completou 33 anos na segunda-feira (11)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Barradão e Vitória têm uma ligação de simbiose. Afirmar que existem dois Vitórias, um antes do Barradão e outro depois, portanto, não é exagero. E isso também vale para a atual edição da Série B.

Na segunda-feira (11), o estádio rubro-negro completou 33 anos e, nesta terça, o time pode jogar a última pá de cal no fantasma do rebaixamento à Série C, resolvendo de uma vez por todas o problema. Basta vencer o CRB no jogo que começa às 19h15 e, além disso, torcer por derrota do Figueirense e tropeço do Vila Nova para que o clube fique livre para pensar em um 2020 melhor.

A seu favor, o técnico Geninho tem os retornos de Chiquinho e Wesley, recuperados de lesão e, mais importante do que isso, o seu estádio. A mudança temporária para a Fonte Nova passou longe de ajudar o rubro-negro. Voltar para o Barradão parecia inevitável. Consumado, o retorno foi além e se tornou redentor: o último jogo do Vitória na Fonte Nova foi o frustrante empate em 2x2 contra o Sport, após o time sair ganhando por 2x0. A gota d’água, na Fonte, foi um banho de água geladíssima.

Foram quatro jogos no Barradão desde que foi interrompida a parceria com a Arena Fonte Nova. O Vitória venceu duas (Oeste, por 3x1, e Brasil de Pelotas, por 3x0), empatou uma (2x2 contra o Figueirense) e perdeu uma, contra o Londrina (0x1).

Dos 41 pontos somados pelo clube na Série B, 24 foram dentro de casa, sendo que 22 foram conquistados no Barradão. Na Fonte Nova, o time perdeu para o Guarani (0x1) e empatou com Atlético-GO (0x0) e Sport (2x2). O aproveitamento foi de 22%.

Na Toca, os números crescem. Mais precisamente, há 30 pontos percentuais de aumento: em 14 jogos, foram seis vitórias, quatro empates e quatro derrotas. O aproveitamento vai para 52%.

Se vencer nesta terça, o Vitória chegará a uma marca expressiva: será o triunfo de número 450 dentro de seu estádio. O jogo contra o CRB será o de número 755 do rubro-negro no Barradão. São 449 triunfos, 165 empates e 140 derrotas. No Manoel Barradas, o Leão marcou 1.559 gols e sofreu 794.

Freguesia histórica 
O próximo adversário tem potencial para endurecer o jogo e tentar estragar a partida com potencial histórico. Isso porque o CRB é o time com a segunda melhor campanha como visitante nesta edição da Série B. O time do técnico Marcelo Cabo, que começou o campeonato com Marcelo Chamusca no comando, fez os mesmos 27 pontos fora de casa que o Bragantino, só que marcou menos gols do que os líderes: 22 contra 21.

Contudo, os alagoanos nunca sentiram o gostinho de vencer o Vitória no Barradão. Na verdade, a equipe de Maceió nunca ganhou do rubro-negro fora de casa. São oito partidas, com sete triunfos do Leão e um empate. No Barradão, são cinco jogos e cinco vitórias do Leão.

A primeira vez que os dois se enfrentaram no Barradão foi na Copa do Nordeste de 1998 e o Vitória aplicou uma goleada de 7x1. O time voltou a golear o CRB dentro do seu santuário em 2007, no jogo que marcou o acesso à Série A. Jackson, Willians Santana (hoje no CRB), Apodi e Joãozinho marcaram os gols do Vitória naquele 4x1.

Doze anos depois, é o CRB quem chega ao Barradão na busca por acesso. Para piorar, o Vitória enfrenta uma crise institucional: por causa de atrasos salariais, os atletas se recusaram a ficar concentrados nas dependências do clube. O acordo interno é de que todos se apresentam nesta terça (12), no horário de almoço.

*Com supervisão do subeditor Miro Palma

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/strada-rodamos-na-bahia-com-a-nova-geracao/
Picape da Fiat agora tem cabine dupla com quatro portas e central multimídia que faz espelhamento sem fio
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/samsung-lanca-campanha-especial-sobre-nova-linha-de-tvs/
Vídeos apresentam novidades das novas smarTVs da empresa
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/gari-tem-moto-furtada-logo-apos-saber-da-morte-da-mae-nao-faz-isso-comigo/
André Araújo gravou vídeo emocionado pedindo devolução de veículo que usa para complementar renda; assista
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/lei-aldir-blanc-pagamento-de-renda-mensal-deve-ficar-a-cargo-dos-estados/
Já os subsídios previstos para os espaços devem ser administrados pelos municípios; verba é federal
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/banda-baiana-flores-do-mal-esta-de-volta-30-anos-depois/
Grupo que marcou o cenário do rock baiano nos anos 1980 retorna com seis canções inéditas e formação original
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ex-bbb-daniel-lenhardt-revela-que-so-fez-sexo-com-4-pessoas-inexperiente/
Ator também falou sobre primeira vez e sobre uma traição
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/confirmado-policia-anuncia-que-corpo-encontrado-boiando-e-de-naya-rivera/
'Ela reuniu energia suficiente para colocar seu filho no barco, mas não o suficiente para se salvar', disse xerife sobre a morte da atriz
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/adriano-imperador-fura-quarentena-para-curtir-baile-funk-no-rio-veja-video/