Coronavírus: Bahia concentrará tratamento em Salvador para evitar mais contágios

bahia
18.03.2020, 15:54:00
Atualizado: 01.04.2020, 12:43:56
(Evandro Veiga/Arquivo CORREIO)

Coronavírus: Bahia concentrará tratamento em Salvador para evitar mais contágios

Plano é que todos os infectados sejam levados pro Couto Maia e Hospital Espanhol

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Governo da Bahia anunciou nesta quarta-feira (18) um plano traçado para evitar o aumento dos casos do novo coronavírus no estado. Em conversa entre o governador Rui Costa e o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, com prefeitos dos municípios baianos, foi informado que os pacientes que testarem positivo serão concentrados nas mesmas unidades de saúde.

"Nosso objetivo é ocupar o Couto Maia com todos os pacientes da Bahia que estiverem infectados pelo coronavírus. Colocaremos lá os pacientes de Salvador, Feira, Porto Seguro, qualquer município baiano. Quando a unidade estiver cheia, se a reforma do Hospital Espanhol estiver concluída, a gente passará a ocupar esses leitos", explica Vilas-Boas.

São internados apenas aqueles pacientes em estado considerado graves, que apresentam sintomas como falta de ar e precisam de ventilação mecânica, ainda que preventiva. Esse tipo que equipamento está disponível apenas em unidades hospitalares fechadas, como Unidades de Terapia Intensivas (UTIs).

O secretário disse ainda que, com a ocupações do Couto Maia e do Espanhol, que foi solicitado para receber pacientes com Covid-19, o plano é passar a concentrar os diagnosticados no Hospital Octávio Mangabeira, em Salvador, e, em seguida, em unidades do interior do estado.

"Não queremos sair espalhando pacientes com coronavírus por aí, por todos os hospitais, até para não expor os médicos a contaminação. E vale lembrar que se o sintoma é só de uma gripe, a pessoa precisa se isolar, não deve procurar o hospital. Isso só deve ser feito em casos de agravamento dos sintomas", completou Vilas-Boas.

O governador chamou atenção ainda para o racionamento da realização de testes, que não devem ser realizados em pacientes que tem sintomas leves ou que não tiveram contato com outras pessoas que estiveram em locais de grande contaminação, como países europeus e cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, que concentram a maioria dos infectados do país.

O discurso foi reafirmado por Vilas-Boas, que destacou que a maioria dos pacientes com suspeita do vírus testa negativo para Covid-19. "Hoje, 97% dos exames feitos apontou que os pacientes não tinham coronavírus. As pessoas estão suspeitando demais, a pessoa vai pra praia, encontra um italiano e acha que está infectado. Claro, tem que ter cuidados, mas não podemos sair fazendo milhares de testes sem uma lógica. Temos que controlar com rigor, porque estamos tendo pedidos em excesso desses exames", disse.

A Bahia registrou, até as 15h30 desta quarta-feira (18), 18 casos do novo coronavírus, sendo nove em Salvador, cinco em Feira de Santana, três em Porto Seguro e um em Prado.

* O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas