Corpo de Cira é sepultado em Itapuã com flores e música

salvador
05.12.2020, 14:38:00
Atualizado: 05.12.2020, 14:42:05
Ela era conhecida pela generosidade (Foto: reprodução )

Corpo de Cira é sepultado em Itapuã com flores e música

Baiana era uma das mais conhecidas de Salvador, e deixa cinco filhos e oito netos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Familiares e amigos da baiana de acarajé Jaciara de Jesus, ou simplesmente Cira, como era conhecida, lotaram o cemitério de Itapuã para se despedir da quituteira, neste sábado (5). Considerada uma das baianas de acarajé mais famosas de Salvador, Cira morreu na madrugada de sexta-feira (4), vítima de problemas renais.

Confira a trajetória de Cira

O velório aconteceu na casa dela, em Itapuã, e o sepultamento foi realizado na manhã deste sábado. Amigos prestaram homenagens com flores, palavras de ordem e música. A coordenadora nacional da Associação das Baianas de Acarajé e Mingau (Abam), Rita Santos, acompanhou o velório e disse que a amiga era uma pessoa generosa.

Cira estava internada há 18 dias no Hospital São Rafael. Junto com Dinha e Regina, ela fazia parte do trio de baianas de acarajé mais conhecidas de Salvador, inclusive entre os turistas. Ela deixa 5 filhos, Jussara, Cristina, Cristiane, Carlos e Renê, e 8 netos.

Logo após a confirmação da morte dela autoridades públicas, artistas e personalidades lamentaram o ocorrido e destacaram as contribuições da baiana para a cultura e a história de Salvador.

Confira:

ACM Neto, prefeito de Salvador
A Bahia perde um patrimônio, um ser humano querido e amado por todos os baianos e por todas as pessoas que visitaram Salvador nos últimos anos. Ela herdou uma tradição, todo aquele conhecimento que vem de geração em geração, e soube acrescentar o seu toque especial, tornando o seu acarajé um dos preferidos da Bahia. Neste dia de Santa Bárbara e Iansã, nós sabemos que Cira será bem-recebida por Deus. Expresso aqui os meus sentimentos. Que Deus possa confortar a todos os seus familiares e amigos

Bruno Reis, vice-prefeito e prefeito eleito de Salvador
Nossa cultura e gastronomia perdem um dos maiores ícones da nossa cidade, Cira do Acarajé. Uma baiana daquelas que com seu carisma e suas delícias encantou todo mundo. Que Deus conforte a família e os amigos nesse momento de profunda dor!

Fernando Guerreiro, presidente da Fundação Gregório de Mattos
Para Guerreiro, Cira é a "Rainha da arte culinária da cidade, mulher de uma energia luminosa, que encantava a todos com seu talento e capacidade de trabalho. Salvador perde mais um dos seus ícones, que vai deixar saudades em todos que relaxavam ao final do dia com seus quitutes e seu sorriso."

Rui Costa, Governador da Bahia 
Quero manifestar meu profundo pesar pela morte de Cira, uma das mais famosas baianas de acarajé de Salvador. Com seus deliciosos quitutes, encantou baianos e turistas de todo o mundo e será lembrada como um dos ícones da nossa culinária. Que Deus conforte seus familiares e amigos.

Lázaro Ramos, ator
Um dia triste, perdemos nossa querida Cira do Acarajé, uma das baianas mais tradicionais da Bahia, dona de um sorriso largo, simpatia marcante, uma mestra da culinária baiana. Cira é um patrimônio da Bahia. Deixo aqui um forte abraço e meus sentimentos a toda família. 

Margareth Menezes, cantora
Presto aqui minha homenagem à Dona Cira, que nos deixou hoje. Eu amo Acarajé e o de Cira era o número 1 na minha lista. Ontem mesmo comi essa iguaria mágica. Obrigada Dona Cira por tantos feitos em tantas vidas. Partiu no dia de Oya! Quanta simbologia! Que o Orun lhe acolha. Compartilho um abraço de solidariedade a toda família e para a comunidade das Acarajé da Cira e de todas as Baianas de Acarajé do Brasil.

Bobô, ex-jogador de futebol
A Bahia perde uma mulher guerreira, um dos maiores símbolos da nossa cultura: Cira do Acarajé! Siga em paz e muito obrigado por fazer a alegria gastronômica dos baianos e de tantos do mundo todo. Que Deus conforte o coração dos familiares e amigos.

Paloma Amado, escritora
Eu era fã do acarajé dela, era excepcional. A morte dela é uma pena pois ela era uma pessoa que lutou muito para valorizar a profissão das baianas, é uma perda enorme

Luis Miranda, ator
Tantas vezes, eu elogiei seu famoso Acarajé e sempre que passo por suas barracas pego alguns e assim continuarei. Seu legado é grande baiana, eu te desejo a luz divina na sua passagem e a gratidão eterna. Iansã te receba com axé, Cira.

Leo Prates, secretário de Saúde de Salvador 
Essa sexta-feira ficou mais triste como a notícia do falecimento da querida Cira do Acarajé. Cira representava como poucos a gastronomia e cultura da nossa cidade. Que Deus possa confortar amigos e familiares nesse momento.

Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia
O nome e o legado de Cira do Acarajé certamente permanecem eternos para a Bahia. A SecultBA presta a sua solidariedade aos amigos e familiares.

Hilton Coelho, deputado estadual
Cira do Acarajé, ETERNA!

A baiana de acarajé Jaciara de Jesus Santos, a Cira do Acarajé, entrou para a eternidade hoje (4), aos 70 anos. Um símbolo marcante de nossa cidade e das mulheres negras protagonistas no sustento de suas famílias.

Rita Batista, apresentadora e jornalista
Oyá mesmo que lhe conduza. Eu gosto muito de Dona Cira, dona da receita do melhor acarajé desta cidade (pra mim!). Camarão sem corante, vatapá com leite de coco grosso, castanha e amendoim à valer. Sem contar a massa de acarajé mais bem batida da freguesia, resultado: crocância por fora, maciez por dentro. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas