Criança de 3 anos morre trancada em carro enquanto casal via série

mundo
30.11.2020, 12:54:00
(Reprodução)

Criança de 3 anos morre trancada em carro enquanto casal via série

Caso foi na Austrália; mãe e namorado chegaram a ser presos, mas foram soltos

Uma criança de 3 anos morreu após ser esquecida trancada dentro do carro por seis horas em Queensland, na Austrália. Agora, os responsáveis pela pequena Rylee Rose Black estão sendo acusados de homicídio culposo. 

A menina ficou dentro de uma Toyota Prado durante o dia, com temperaturas chegando a 33ºC. Ao ser encontrada, chegou a ser socorrida para o hospital da Universidade de Woensville, mas acabou morrendo.

Ainda no hospital, a mãe, Laura Black, 37 anos, e o namorado dela, Aaron Hill, 29, foram presos. Eles ficaram o final de semana detidos, mas foram liberados nesta segunda (30), após pagamento de fiança.

Aaron não é pai de Rylee. Ele se mudou para a casa em que Laura vivia com a criança há cerca de duas semanas, após alguns meses de namoro. Segundo a polícia, os dois deixaram as três irmãs mais velhas da menina na escola e depois brigaram. A garota adormeceu na cadeirinha, no banco de trás do carro.

O veículo foi estacionado na garagem de casa por volta das 9h. Laura e Aaron então subiram, deixando a menina no carro. Eles começaram a assistir a série Shameless, disponível da Netflix, segundo o NY Post. Eles passaram as próximas seis horas diante da TV. Quando saíram para buscar as outras crianças na escola, encontram Rylee trancada no carro. 

A defesa de Laura diz que se trata de um "ato não intencional". Ela e o namorado devem retornar ao tribunal em 24 de fevereiro do ano que vem.

Enquanto isso, as irmãs de Rylee estão com o pai biológico.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas