Data do evento-teste será decidida até 10 de agosto, diz prefeito 

salvador
30.07.2021, 12:49:26
Atualizado: 30.07.2021, 12:57:18
(Arrison Marinho/CORREIO)

Data do evento-teste será decidida até 10 de agosto, diz prefeito 

Evento será no Centro de Convenções, com público de 500 pessoas, ainda mês que vem 

A data do tão esperado evento-teste, anunciado pelo prefeito de Salvador, Bruno Reis, será decidida até o dia 10 de agosto. Segundo Bruno Reis, todos os preparativos para a festa já estão prontos. A única coisa que impede a batida de martelo é o receio da variante delta, do novo coronavírus, adentrar a Bahia e começar a circular na cidade. O evento será feito no Centro de Convenções, com 500 pessoas.  

“Só estou esperando até 10 de agosto para ver como os números vão se comportar e, a partir daí, vamos anunciar a data. Este evento já está pronto. O que está faltando é decidir é o dia e o que vai permitir isso é a situação dos números. Ele iria ocorrer no final de julho, ontem, mas, não ocorreu por conta da variante delta. Todos os cientistas disseram para aguardar as consequências”, explica Bruno Reis, durante assinatura da ordem de serviço que autorizou obras no Museu da Misericórdia, nesta sexta-feira (30).  

Ele reforçou que todos os 500 participantes estarão vacinados com, pelo menos, a primeira dose. O objetivo do evento-teste é validar os protocolos para a realização de shows e eventos na capital baiana. “Todo mundo será testado, vacinado e vai ser monitorado depois. Se os números permitirem, e se não tivermos impactos da variante delta, a prefeitura vai dar esse passo, com protocolos que tragam segurança”, garante o prefeito.  

Leia mais: Bruno Reis recrimina 'sommelier' de vacina

Para o prefeito, ainda não é hora de aglomeração, apesar da melhora da pandemia em Salvador. “Ainda é momento de se cuidar, de manter o distanciamento, de usar máscara e evitar aglomerações. Mas temos que levar em consideração que já estamos com praticamente 70% da população vacinada com a primeira dose e 32% com a segunda. Então não dá para ter a mesma postura e manter as mesmas decisões do passado”, defende.  

Mesmo com a desativação de 204 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Salvador, desde 5 de julho, a taxa de ocupação está em 44% nesta sexta-feira, segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).  

“Se não tivéssemos desmobilizado leitos de UTI, estaríamos hoje abaixo de 40% de ocupação. Em nenhum momento da pandemia tivemos essa situação. O número de novos casos também está menor. Ontem, tivemos apenas três óbitos em Salvador e, com certeza, teve alguma confirmação do passado. Tudo isso nos permite visar a retomada de um segmento tão importante pra nossa cidade”, justifica.   

Leia mais: Evento-teste terá ida ao banheiro controlada por tecnologia e venda de bebidas por app

A retomada beneficiará mais de 6 mil profissionais de cultura e eventos na cidade, de acordo com Bruno Reis. “Essas pessoas estão um ano e meio sem qualquer renda. Não estou falando aqui das grandes bandas, dos grandes músicos. Esses sobreviveram com as lives. Estou falando daqueles pequenos músicos que estão na porta da Prefeitura, todo dia, desesperados, fazendo manifestação, clamando para ter o direito de trabalhar. Com responsabilidade e com segurança, vamos construir os protocolos para dar esse passo”, argumenta.  

Carnaval e Réveillon em preparação
O prefeito ainda comentou sobre o Réveillon e o Carnaval. “Estou evitando falar em Carnaval e Réveillon, mas estamos nos preparando pra isso. Assim que os números permitirem, iremos apresentar o que é que já está sendo planejado e elaborado, tanto para o réveillon como para o carnaval, sempre condicionado a ter condições sanitárias”, finaliza.  

*Sob orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas