De saída para o Japão, Élber se despede do Bahia: 'Gratidão'

e.c. bahia
30.12.2020, 14:25:00

De saída para o Japão, Élber se despede do Bahia: 'Gratidão'

Contrato do atacante com o tricolor se encerra nesta quinta-feira (31)

Depois de três anos vestindo a camisa do Bahia, o atacante Élber está de saída do Esquadrão. O contrato do jogador com o clube baiano se encerra nesta quinta-feira (31) e a partir do dia 1º de janeiro ele será jogador do Yokohama Marinos, do Japão.

Sem uma despedida formal, Élber usou as redes sociais para se despedir da torcida. Ele lembrou dos três títulos do Campeonato Baiano que conquistou e afirmou que deixa a equipe com o "coração cheio de gratidão".

"Há 3 anos desembarquei em Salvador e comecei a escrever um novo capítulo na minha carreira, vestindo as cores do BAHIA. Foram 3 títulos,152 jogos e uma infinidade de momentos (alguns bons e alguns difíceis), todos extremamente importantes e que me ajudaram a evoluir. Três anos depois, me despeço desse clube com o coração cheio de gratidão por tudo que vivi, aprendi e evolui profissionalmente. Vocês fazem parte dessa minha conquista pessoal. Obrigado Esporte Clube Bahia! Estou indo como atleta, mas de onde estiver continuarei como torcedor", escreveu ele.

Ao todo, Élber disputou 152 partidas pelo Bahia e marcou 18 gols. A última vez que esteve em campo foi na derrota para o Defensa y Justicia, por 1x0, no duelo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana.

Em 2020, o atacante viveu a sua fase mais artilheira pelo Bahia. Em 44 jogos, Élber balançou as redes oito vezes. O camisa sete terminou o ano como vice-artilheiro do time, atrás apenas de Gilberto, que marcou 17 gols. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas