Decepção histórica: Vitória tem seu pior início em todas as edições do Brasileiro

e.c. vitória
25.04.2022, 12:24:00
Revelados na Toca do Leão, Eduardo e Alisson Santos brigam pela bola durante treino do Vitória (PIETRO CARPI / ECV)

Decepção histórica: Vitória tem seu pior início em todas as edições do Brasileiro

Rubro-negro perdeu os três primeiros jogos da Série C

Nem o mais pessimista dos rubro-negros poderia imaginar um começo de Série C tão ruim. A decepção da torcida é enorme e histórica. O Vitória registra na atual temporada o pior início de todas as edições do Brasileiro. Em qualquer uma das divisões - A, B ou C -, o Leão nunca havia tido um desempenho sem pontuar nas três primeiras rodadas desde 1972, quando debutou no torneio nacional. 

O time perdeu contra Remo (2x1), Floresta (1x0) e Ypiranga-RS (2x1). A estreia e o último confronto foram lamentados longe de Salvador, no estádio Baenão, em Belém, e no Colosso da Lagoa, em Erechim, respectivamente. O tropeço diante da equipe cearense foi amargado no Barradão, palco do próximo jogo, contra o Manaus, sábado (30), às 19h.  

A instabilidade existe dentro de campo e à beira dele. Os dois primeiros jogos da Série C foram comandados por Geninho, demitido na última quarta-feira (20), após derrota por 3x0 para o Fortaleza, no estádio Castelão, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

O jogo contra o Ypiranga-RS já foi com Ricardo Amadeu à frente da equipe. Coordenador da base do clube, ele assumiu o time interinamente na quinta-feira (21) e realizou dois treinamentos. 

Ricardo Amadeu seguirá no posto até que o Vitória anuncie o novo treinador. A delegação retorna do Rio Grande do Sul nesta segunda-feira (25) e se reapresenta na Toca do Leão na terça (26), quando iniciará os preparativos para o jogo contra o Manaus.

Antes de Geninho, que ficou 35 dias no cargo, Dado Cavalcanti havia treinado o rubro-negro nos três primeiros meses do ano. Ele foi demitido após a eliminação na fase classificatória do Campeonato Baiano. 

A oficialização do nome que comandará o time no restante da temporada era prevista para o último domingo (24), mas apenas um executivo de futebol foi efetivado no final da noite, após a derrota para o Ypiranga-RS. Caberá a Rodrigo Pastana a missão de contratar o novo treinador. Antes, a diretoria rubro-negra tentou fechar com Rodrigo Chagas, do Jacuipense, e Ney Franco, atualmente sem clube, mas as negociações não se concretizaram.

O comandante que chegar na Toca do Leão terá uma missão árdua pela frente. Vai precisar conhecer o elenco e reabilitar o time rapidamente na Série C. Ainda sem pontuar, o Vitória amarga a zona de rebaixamento, na 18ª posição no torneio nacional. Apenas outros dois times fracassaram tanto. O Leão só leva a melhor no saldo de gols que o vice-lanterna Altos e o lanterna Atlético-CE. 

O último triunfo comemorado pelo Vitória aconteceu há mais de um mês, na segunda fase da Copa do Brasil, dia 23 de março, quando bateu o Glória-RS por 2x0, no Barradão. Vale lembrar que no novo formato da Série C apenas os oito melhores colocados após as 19 rodadas da fase inicial avançam na competição para lutar pelo acesso. Reagir, o quanto antes, é uma questão de sobrevivência para o Leão. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas