Delegada denuncia chefe por assédio moral após criar grupo de WhatsApp na BA

salvador
07.11.2019, 10:32:00
Atualizado: 07.11.2019, 12:24:49
(Emília (esquerda) foi denunciada por Marley (direita) Fotos: Arquivo CORREIO )

Delegada denuncia chefe por assédio moral após criar grupo de WhatsApp na BA

Caso está sendo apurado pelo MPT e Corregedoria da Polícia Civil

A delegada Marley Reis de Oliveira, 54 anos, registrou denúncia no Ministério Público do Trabalho (MPT) contra o governo do estado e a Coordenadora da Central de Flagrantes da Polícia Civil, delegada  Emília Blanco. De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc), Marley era lotada na Central de Flagrantes (Iguatemi), quando passou a ser vítima de assédio moral e tortura psicológica pela coordenadora da unidade após a criação de um grupo de WhatsApp. 

A denúncia foi registrada no MPT em julho deste ano, mas o Sindpoc só divulgou o fato nesta quinta-feira (7). Segundo nota do sindicto, o início dos assédios foi logo após a entrada de Emília, quando ela assumiu a coordenadoria da Central de Flagrantes, em maio do ano passado.

"Por sempre ter tido uma boa relação na unidade, Marley e as colegas de trabalho criaram um grupo no WhatsApp para promover uma integração entre as servidoras de Salvador e trocar informações relacionadas ao cotidiano laboral da unidade. A coordenadora se sentiu incomodada com o grupo de WhatsApp e começou a perseguir a delegada por causa das postagens que eram feitas no aplicativo", afirmou o sindicato em nota. 

A delegada, segundo o Sindipoc, acusa a coordenadora da Central de Flagrantes de tentar induzi-la a praticar tortura com presos para colher depoimento dos acusados e fazê-los confessar o crime.

“Eu dizia em alguns casos que não tinha como dar flagrante e ela dizia que eu tinha como dar meu jeitinho (...) Até laudo de preso ela me pedia, eu dizia que era delegada de polícia e que não poderia dar laudo de sanidade mental”, denuncia Marley Reis.

Em nota,  o Sindipoc destacou que, após a denúncia ser feita, a delegada foi retirada do cargo de delegada da Central de Flagrantes. Atualmente, Marley está de licença do cargo após ter apresentado sintomas de Síndrome do Pânico. 

A Polícia Civil, em nota, afirmou que a Corregedoria da Polícia Civil (Correpol) "apura a denúncia e irá ouvir todos os servidores envolvidos no caso, com o objetivo de esclarecer a veracidade dos fatos". 

O CORREIO tentou contato com a delegada Emília e com o MPT mas não obteve êxito até o momento da publicação dessa reportagem.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/medo-de-ter-contato-novamente-diz-professora-intoxicada-por-oleo-em-itapua/
Tailane diz que também abrirá mão de caminhadas na areia da praia
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/corpo-da-modelo-que-caiu-de-jet-ski-em-barragem-na-bahia-e-encontrado/
Natural de Jacobina, jovem havia desaparecido em Ponto Novo no último sábado 
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/projeto-comprova-faz-aulao-sobre-como-verificar-conteudos-falsos-nas-redes-assista/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/modelo-de-18-anos-desaparece-apos-cair-de-jet-ski-em-barragem-na-bahia/
Buscas continuam em Ponto Novo; jovem é natural de Jacobina
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/astros-das-series-la-casa-de-papel-e-esquadrao-6-vem-ao-brasil/
Netflix confirmou presença dos artistas em paineis na CCXP 2019, no dia 8 de dezembro em São Paulo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/descarte-de-500-kg-de-petroleo-cru-em-area-ambiental-de-marau-e-investigado/
Prefeitura nega responsabilidade e diz que investiga culpados
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/gilberto-grava-video-com-pedido-de-desculpas-a-torcida-do-bahia/
Atacante causou polêmica após derrota por 3x1 para o Flamengo; veja aqui
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mp-denuncia-policiais-por-abuso-contra-cliente-agredido-na-caixa/
Militares deram 'mata-leão' no empresário Crispim Terral na frente da filha de 15 anos
Ler Mais