Delegada denuncia chefe por assédio moral após criar grupo de WhatsApp na BA

salvador
07.11.2019, 10:32:00
Atualizado: 07.11.2019, 12:24:49
(Emília (esquerda) foi denunciada por Marley (direita) Fotos: Arquivo CORREIO )

Delegada denuncia chefe por assédio moral após criar grupo de WhatsApp na BA

Caso está sendo apurado pelo MPT e Corregedoria da Polícia Civil

A delegada Marley Reis de Oliveira, 54 anos, registrou denúncia no Ministério Público do Trabalho (MPT) contra o governo do estado e a Coordenadora da Central de Flagrantes da Polícia Civil, delegada  Emília Blanco. De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc), Marley era lotada na Central de Flagrantes (Iguatemi), quando passou a ser vítima de assédio moral e tortura psicológica pela coordenadora da unidade após a criação de um grupo de WhatsApp. 

A denúncia foi registrada no MPT em julho deste ano, mas o Sindpoc só divulgou o fato nesta quinta-feira (7). Segundo nota do sindicto, o início dos assédios foi logo após a entrada de Emília, quando ela assumiu a coordenadoria da Central de Flagrantes, em maio do ano passado.

"Por sempre ter tido uma boa relação na unidade, Marley e as colegas de trabalho criaram um grupo no WhatsApp para promover uma integração entre as servidoras de Salvador e trocar informações relacionadas ao cotidiano laboral da unidade. A coordenadora se sentiu incomodada com o grupo de WhatsApp e começou a perseguir a delegada por causa das postagens que eram feitas no aplicativo", afirmou o sindicato em nota. 

A delegada, segundo o Sindipoc, acusa a coordenadora da Central de Flagrantes de tentar induzi-la a praticar tortura com presos para colher depoimento dos acusados e fazê-los confessar o crime.

“Eu dizia em alguns casos que não tinha como dar flagrante e ela dizia que eu tinha como dar meu jeitinho (...) Até laudo de preso ela me pedia, eu dizia que era delegada de polícia e que não poderia dar laudo de sanidade mental”, denuncia Marley Reis.

Em nota,  o Sindipoc destacou que, após a denúncia ser feita, a delegada foi retirada do cargo de delegada da Central de Flagrantes. Atualmente, Marley está de licença do cargo após ter apresentado sintomas de Síndrome do Pânico. 

A Polícia Civil, em nota, afirmou que a Corregedoria da Polícia Civil (Correpol) "apura a denúncia e irá ouvir todos os servidores envolvidos no caso, com o objetivo de esclarecer a veracidade dos fatos". 

O CORREIO tentou contato com a delegada Emília e com o MPT mas não obteve êxito até o momento da publicação dessa reportagem.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/de-arrepiar-jovens-percursionistas-fazem-apresentacao-no-centro-historico/
Dança, moda e artes plásticas também fazem parte do Coisas do Sim, do Projeto Axé
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/paraguai-extradita-brasileiro-acusado-de-liderar-contrabando-de-cigarro/
Preso desde março de 2019, Luiz Henrique Boscatto foi entregue à PF na Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/papa-manda-mensagem-as-familias-das-vitimas-de-brumadinho/
Pontífice lembrou 1 ano da tragédia, completado neste sábado (25)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/o-que-e-entenda-o-brexit-o-divorcio-do-reino-unido-da-uniao-europeia/
Prazo final para saída dos britânicos do bloco é dia 31 de janeiro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cena-de-terror-diz-jovem-que-salvou-irma-de-ser-atingida-por-predio-em-narandiba/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/lore-improta-e-taby-lancam-nova-musica-pipoca-veja-clipe/
O balé da produção é composto por crianças da periferia de Salvador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/vanessa-da-mata-faz-show-de-novo-disco-na-concha-acustica/
Apresentação acontece neste domingo (26), às 19h, e também relembra sucessos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/o-que-esperar-de-regina-duarte/