Diretoria do Vitória multa jogadores e auxiliar após briga em Fortaleza

e.c. vitória
12.06.2022, 11:46:00
Lance do jogo entre Vitória e Atlético-CE no qual Dionísio marca Lucas Bessa (Kely Pereira/Atlético-CE)

Diretoria do Vitória multa jogadores e auxiliar após briga em Fortaleza

Eduardo, Mateus Moraes e Ricardo Amadeu se envolveram em pancadaria durante o empate contra o Atlético Cearense

O resultado de campo no empate de 1x1 entre Vitória e Atlético Cearense, na noite de sábado (11), acabou ficando em segundo plano após a partida por causa de uma briga generalizada iniciada já nos acréscimos do 2º tempo entre o meia Eduardo, do lado rubro-negro, e Yan Costa, atacante da equipe atleticana. 

 Neste domingo (12), a diretoria do Vitória anunciou que vai multar Eduardo, além do zagueiro Mateus Moraes e do auxiliar técnico Ricardo Amadeu, que foram expulsos pelo árbitro por também terem participado da pancadaria. No caso do auxiliar, a transmissão do serviço de streaming DAZN flagrou ele chutando um jogador caído.

"A diretoria do Esporte Clube Vitória decidiu multar o assistente técnico Ricardo Amadeu e os atletas Mateus Moraes e Eduardo que se envolveram em confusão durante a partida contra o Atlético Cearense, sábado à noite, em Fortaleza. Os três foram expulsos pelo árbitro. As ações desprovidas de espírito esportivo não representam o pensamento de formação dos profissionais e pessoas que trabalham na instituição. O diretor de futebol Rodrigo Pastana comunicou aos três, ainda em Fortaleza, a decisão do clube em aplicar a multa", informou o clube.

Além da multa, o trio fica suspenso da partida contra o Botafogo-SP, no próximo domingo (19), às 17h, no Barradão, válida pela 11ª rodada da Série C.  

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas