Disfarçado de flanelinha, bandido rouba turistas e hostel na Barra

salvador
28.01.2022, 17:03:00
(Arquivo CORREIO)

Disfarçado de flanelinha, bandido rouba turistas e hostel na Barra

Foram 11 crime sem menos de uma semana

Era entre os carros da Barra que Leonardo Souza Teles, 40 anos, conhecido como Manteiga, começava a agir. Usando o disfarce de flanelinha, ele fazia o levantamento de suas vítimas. E foi assim que, em menos de uma semana, ele praticou 11 roubos, dos quais, cinco foram a turistas e a um hostel. Mas o bandido foi preso na noite desta quarta-feira (26). 

O CORREIO teve acesso às câmeras de imagem do local de hospedagem, que mostra a ação criminosa. Leonardo entra com um comparsa conhecido como Pipoca no local e rouba um notebook deixado em cima da mesa. O nome do outro criminoso, que está foragido, não foi divulgado. 

De acordo com a titular da unidade, delegada Mariana Ouais, nove vítimas já reconheceram o autor. “As pessoas estão sendo ouvidas. Somente essa semana, ele cometeu três assaltos utilizando arma de fogo e faca. Durante o interrogatório, ele confessou os crimes. Agia se passando por flanelinha. Abordava principalmente mulheres e idosos”, informou. 

Entre as vítimas estão quatro jovens de Belo Horizonte e um suíço. “Elas andavam perto da Associação Atlética na terça (25), quando foram abordadas por ele, que levou todos os pertences do grupo. Ele também roubou um suíço. Aguardamos que essas vítimas e outras compareçam à delegacia, pois acreditamos que mais pessoas tenham sido roubadas por ele”, disse a delegada. 

Leonardo foi preso pelos investigadores da 14ª Delegacia (Barra) quando passava pelo Forte Santa Maria, na região do Porto da Barra. Com ele, os policiais apreenderam o notebook roubado no hostel.

Manteiga foi autuado por roubo qualificado e está à disposição da Justiça.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas