'É uma ficção alucinante, uma mentira', diz Bial sobre Democracia em Vertigem

em alta
03.02.2020, 18:33:00
Atualizado: 03.02.2020, 18:55:15

'É uma ficção alucinante, uma mentira', diz Bial sobre Democracia em Vertigem

Longa está indicado ao Oscar na categoria Melhor Documentário

Foto: Reprodução

Representante brasileiro na disputa do Oscar 2020 na categoria de Melhor Documentário, o longa Democracia em Vertigem sofreu duras críticas de Pedro Bial. Para o apresentador, o filme sobre o impeachment de Dilma Rousseff e a prisão de Lula é "insuportável".

"Eu dei muita risada. É um 'non sequitur' atrás do outro", disse ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha. A expressão em latim citada caracteriza um discurso cujas conclusões não decorrem das premissas.

"[O filme] vai contando as coisas num pé com bunda danado", continuou. Bial também criticou a "narração miada, insuportável, onde ela [Petra Costa, a diretora e narradora] fica choramingando o filme inteiro". 

"É um filme de uma menina dizendo para a mamãe dela que fez tudo direitinho, que ela está ali cumprindo as ordens e a inspiração de mamãe, somos da esquerda, somos bons, não fizemos nada, não temos que fazer autocrítica. Foram os maus do mercado, essa gente feia, homens brancos, que nos machucaram e nos tiraram do poder, porque o PT sempre foi maravilhoso e Lula é incrível", disse ainda. 

Bial se refere à aparição da mãe de Costa, que foi ativista contra a ditadura militar, no filme. "É uma ficção alucinante. É mais que maniqueísmo, é uma mentira", atacou também. 

No entanto, o apresentador frisou que o filme tem méritos técnicos e chance de faturar o Oscar. "Depois que vi Indústria Americana [outro dos indicados], acho que a Academia dá o prêmio ao filme brasileiro", comentou, apontando o sírio 'For Sama' como o outro potencial premiado na categoria.

Bial também elogiou produções anteriores de Costa. "Eu acho bacana que ela possa fazer o filme dela, é uma ótima cineasta. Elena [de 2012], o primeiro filme dela, é bem urdido, profundo, bem contado", avaliou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas