Eleições nas 20 maiores cidades da BA tem mudanças e indica efeitos em 2022

bahia
17.11.2020, 05:17:00

Eleições nas 20 maiores cidades da BA tem mudanças e indica efeitos em 2022

Veja como foram os resultados nestes grandes colégios eleitorais da Bahia

Os resultados dos pleitos municipais nos 20 maiores colégios eleitorais da Bahia indicam que a disputa de poder ficou meio a meio: Os partidos da base do governador Rui Costa (PT) venceram em dez cidades, enquanto as legendas de oposição ao governo estadual — DEM, MDB, PSDB e PL — ganharam em outras dez neste primeiro turno. No entanto, por ter vencido nos colégios eleitorais mais populosos, as siglas opositoras irão governar para mais gente e com maiores receitas. (Veja tabela ao fim da matéria)

Juntos, esses municípios somam mais de 4,3 milhões de eleitores, o correspondente a quase 40% do eleitorado e uma receita total de R$15,2 bilhões. As respostas das urnas deste ano já mudaram o mapa da gestão baiana, com prováveis efeitos na disputa de 2022.

Em Salvador, como já apontavam as últimas pesquisas, o candidato demista Bruno Reis manteve o DEM no poder e conseguiu levar a prefeitura no primeiro turno com 64%, contra 19% da candidata indicada pelo governador, Major Denice (PT). Reis conquistou quase 779,4 mil dos 1,8 milhão de eleitores da capital, que é o quarto maior colégio eleitoral do país e o primeiro do estado. Na segunda maior cidade da Bahia, Feira de Santana, que tem cerca de 400,5 mil votantes, o jogo deu 41% para Zé Neto (PT) e 38% para o atual prefeito, Colbert Martins (MDB), o que terminou levando a disputa para o segundo turno. 

"Para mim, foi uma grande vitória, a vitória da mudança.Vamos vencer com pé no chão e bom senso, buscar as grandes demandas e desafios da cidade", comemorou Zé Neto.

Quem também só vai conhecer seu gestor daqui a quinze dias é Vitória da Conquista, terceiro maior município e por lá o resultado primário também aponta a possibilidade de uma possível mudança de partido, da mesma forma que Feira de Santana. Neste primeiro turno, o atual gestor Herzem Gusmão (MDB) perdeu para o deputado estadual Zé Raimundo (PT) por uma diferença de menos de 2%.

RMS

Nos dois principais municípios da Região Metropolitana, Camaçari e Lauro de Freitas, os atuais prefeitos garantiram a manutenção do poder. Em Camaçari, Elinaldo (DEM) ficou com 53%, derrotando Ivoneide Caetano (PT). Já a petista Moema Gramacho, de Lauro, ganhou com boa folga contra Teobaldo (DEM), com 51%.

"O meu incansável trabalho por Lauro de Freitas vem da minha admiração e do meu amor pelo povo dessa cidade. Cidade que escolhi para criar minha filha e meu neto, cidade que dedico o maior tempo da minha vida. Quem me acompanha sabe que o trabalho não para, que pra mim não existe horário, não existe descanso. Não se é eleita quatro vezes à toa. É impossível expressar o que estou sentindo em palavras. Continuaremos no mesmo ritmo, olhando por quem mais precisa", escreveu Moema em suas redes sociais.

Em Simões Filho, o prefeito Dinha (MDB) venceu com 55% contra 39% do adversário, Eduardo Alencar (PSD). 

Reeleição

Quem também conquistou a reeleição foram os prefeito Marão (PSD), de Ilhéus, com 43% dos votos, Zito Barbosa (DEM), de Barreiras, com esmagadores 70% dos votos, Luiz de Deus (PSD), de Paulo Afonso, com 40% e Joaquim Neto (PSD, de Alagoinhas, com vitória apertada com 38%. Em Jequié, venceu de forma acirrada o candidato Zé Cocá (PP), com 38%, derrotando James Meira (Patriota), que teve 34,6%. Já em Teixeira de Freitas, houve vitória esmagadora de Dr. Belitardo (DEM), com 61%.

Mudanças

Em Itabuna, após diversos escândalos políticos do atual prefeito, Fernando Gomes de Oliveira (PTC), que chegou a ter um filho preso acusado de tortura e assassinato, ganhou na cidade um candidato de partido da base aliada do governo, Augusto Castro (PSD), com 40%, contra 15,3% do gestor. Lá, o segundo lugar foi de Capitão Azevedo (PL), com 17%. Houve alteração partidária também em Juazeiro, onde Suzana Ramos (PSDB) venceu com 56%, contra 29% do candidato Paulo Bonfim (PT), atual gestor do município. Outro gestor que não conseguiu a reeleição foi Rogério Andrade (PSD), de Santo Antônio de Jesus. Na cidade, venceu Genival (PSDB) com 54%, contra 43% de Rogério.

Em Porto Seguro, administrada por partido de base aliada do governo, o candidato Júlio Natal (PL) venceu Uldurico Junior (PROS), com 41% dos votos contra 34%. Na cidade de Eunápolis, Cordélia Torres (DEM) derrotou o atual prefeito Robério Oliveira (PSD), com 51% contra 38%.

Após um afastamento controverso por decisão do legislativo municipal neste ano, o prefeito de Candeias, Dr. Pitágoras (PP) conseguiu vencer Tonha Magalhães (DEM), por 53% contra 30% dos votos. No município de Guanambi, o ex-governador da Bahia, Nilo Coelho (DEM) ganhou com a vantagem de 59% do total de votos, contra 38% do candidato Jairo Magalhães (PSD).

Em Valença, o candidato Jairo (PP) venceu deixando o atual prefeito Ricardo Moura (PSD) comendo poeira, garantindo 46% do total de votos. Por lá, Jucélia Nascimento (PL) foi quem ficou em segundo lugar, com 30,4%, enquanto Moura amargou no terceiro lugar, com apenas 12%, num universo de seis postulantes.

Professor da Unilab, o cientista político Cláudio André de Souza observa que, paralela à disputa entre DEM e PT, vem crescendo os partidos PP e PSD que, embora sejam forças políticas sob o guarda-chuva do governador, acabaram adquirindo protagonismo, "luz própria".

VEJA COMO FICOU O MAPA DA GESTÃO NAS 20 CIDADES:

Oposição

TOP Cidade Eleitores % Futuro prefeito (a) Administração atual
1 Salvador 1.897.098 64,2 Bruno Reis (DEM) ACM Neto (DEM)
2 Camaçari 179.126 53,1 Elinaldo Araújo (DEM) Elinaldo Araújo (DEM)
3 Juazeiro 146.909 55,6 Suzana Ramos (PSDB) Paulo Bonfim (PCdoB)
4 Teixeira de Freitas 108.615 60,9 Dr. Belitardo (DEM) Temóteo Brito (PSD)
5 Porto Seguro 96.574 41,1 Jânio Natal (PL) Cláudia Oliveira (PSD)
6 Barreiras 96.559 70,3 Zito Barbosa (DEM) Zito Barbosa (DEM)
7 Simões Filho 82.826 55,1 Dinha (MDB) Dinha (MDB)
8 Eunápolis 79.079 51,4 Cordélia Torres (DEM) Robério Oliveira (PSD)
9 Guanambi 62.147 59 Nilo Coelho (DEM) Jairo Magalhães (PSB)
10 Santo Antônio de Jesus 70.531 53,8 Genival (PSDB) Rogério Andrade (PSD)

Situação

TOP Cidade Eleitores % Futuro prefeito (a) Administração atual
1 Feira de Santana 400.549 2º turno Colbert Martins (MDB) ou Zé Neto (PT) -  38,1% x 41,5% Colbert Martins (MDB)
2 Vitória da Conquista 231.176 2º turno Herzem Gusmão (MDB) e Zé Raimundo (PT) - 45,89 x 47,63%  Herzem Gusmão (MDB)
3 Itabuna 154.369 39,5 Augusto Castro (PSD) Fernando Gomes (PTC)
4 Lauro de Freitas 145.205 50,7 Moema Gramacho (PT)

Moema Gramacho (PT)

5 Ilhéus 122.636 43,2 Marão (PSD) Marão (PSD)
6 Jequié 108.875 38,2 Zé Cocá (PP) Sérgio da Gameleira (PSB)
7 Alagoinhas 106.935 38,2 Joaquim Neto (PSD) Joaquim Neto (PSD)
8 Paulo Afonso 84.751 39,6 Luiz de Deus (PSD) Luiz de Deus (PSD)
9 Candeias 64.674 52,9 Dr. Pitágoras (PP) Dr. Pitágoras (PP)
10 Valença 62.138 46,5 Jairo Freitas (PP) Ricardo Moura (MDB)


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas