‘Em nenhum momento chorou’, diz delegado sobre adolescente que matou mãe e irmão

em alta
21.03.2022, 17:00:00
(Reprodução )

‘Em nenhum momento chorou’, diz delegado sobre adolescente que matou mãe e irmão

Os crimes aconteceram depois de uma discussão por notas baixas e proibição de jogos online pelo celular

“Em nenhum momento ele chorou ou demonstrou emoções. Chegou a mostrar surpresa, e uma aparente frustração ao saber que o pai tinha sobrevivido”. A declaração impactante é do delegado Renato Leite, que está à frente das investigações do caso o assassinato da mãe e do irmão de 7 anos por um adolescente de 13 anos, no sábado (19), o município de Patos, sertão da Paraíba. Os crimes aconteceram depois de uma discussão por notas baixas e proibição de jogos online pelo celular. 

De acordo com o delegado, o adolescente foi encaminhado para o Centro Socioeducativo de Sousa, no interior da Paraíba, onde deve ficar inicialmente por 45 dias. O adolescente admitiu, em depoimento ao delegado, que foi o autor dos disparos, que também atingiu o pai, um policial militar reformado. O homem de 56 anos sobreviveu. Ele está paraplégico, de acordo com o médico-cirurgião. 

Em entrevista ao UOL, a autoridade policial classificou como "um momento terrível o depoimento", mas sugeriu que é preciso acolher o garoto. "Não tenho qualificação para traçar o perfil dele, mas ele precisa de acolhimento. Os pais tentavam educá-lo, como acontece nas famílias, mas ele viu isso como uma tentativa de impedimento de ficar no celular e nos jogos online, então decidiu acabar com o que achava que era o problema, no caso, a família", afirmou ele. "É um caso chocante, algo terrível”. 

O inquérito já está quase concluído, aguardando apenas alguns laudos para ser encaminhado ao Ministério Público.
Sob forte comoção, os corpos da mãe e do irmão do adolescente foram enterrados ontem. Uma multidão acompanhou o cortejo e o enterro das vítimas. Vizinhos da família fizeram uma corrente de oração na frente das casas pedindo paz.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas