Em retaliação a ataque no aeroporto de Cabul, EUA matam membro do Estado Islâmico

mundo
28.08.2021, 12:17:48
Atualizado: 28.08.2021, 12:22:41
(Wakil Kohsar/AFP)

Em retaliação a ataque no aeroporto de Cabul, EUA matam membro do Estado Islâmico

Atentado suicida que matou 169 afegãos e 13 militares dos EUA

Militares americanos atacaram o ISIS-K, braço do Estado Islâmico no Afeganistão, na manhã deste sábado, 28 (horário local, noite de sexta-feira no Brasil), matando ao menos um membro do grupo. O ataque foi uma retaliação ao atentado suicida que matou 169 afegãos e 13 militares dos EUA no aeroporto de Cabul na última quinta-feira, 26.

O Comando Central dos EUA disse que os militares usaram drones em Nangahar para atingir um membro do Estado Islâmico que teria planejado ataques terroristas. A identidade do membro não foi revelada. Não ficou claro se ele estava especificamente envolvido no atentado de quinta-feira. O capitão da Marinha William Urban afirmou que não houve baixas civis.

Na quinta-feira, o presidente americano Joe Biden havia prometido retaliação. "Vamos caçá-los e fazê-los pagar", disse sobre os perpetradores dos atentados no aeroporto, acrescentando que eles não podiam se esconder.

Líderes do Pentágono disseram a repórteres na sexta-feira que estavam preparados para qualquer ação retaliatória ordenada pelo presidente. "Temos opções agora", disse o general Hank Taylor, do Estado-Maior Conjunto do Pentágono.Em retaliação a ataque suicida no aeroporto de Cabul, EUA matam membro do Estado Islâmico

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas