Embalado pela torcida, Bahia vence a Chapecoense e respira no Brasileirão

e.c. bahia
24.10.2021, 22:20:00
Atualizado: 25.10.2021, 12:37:30
Tricolor teve grande atuação e despachou a Chapecoense, na Fonte Nova (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Embalado pela torcida, Bahia vence a Chapecoense e respira no Brasileirão

Tricolor contou com gol relâmpago de Gilberto para bater o lanterna

Diante da lanterna Chapecoense, o Bahia fez o dever de casa e voltou a vencer no Brasileirão. Aliás, um triunfo em grande estilo. Na noite deste domingo (24), o Esquadrão não teve dificuldades para bater o time catarinense por 3x0. A vitória valeu um respiro na luta contra o rebaixamento. 

Os gols do triunfo tricolor foram marcados por Gilberto e Raí Nascimento, ambos no primeiro tempo, e Luiz Otávio, na segunda etapa. O resultado fez o Esquadrão chegar aos 31 pontos, alcançado a 15ª colocação, a dois pontos do Z4. 

O próximo compromisso do Bahia na Série A será na quarta-feira (27), quando recebe o Ceará, na Fonte Nova, em jogo atrasado da 23ª rodada.

PASSOU O CARRO
Sem poder contar com o argentino Lucas Mugni, suspenso, Guto Ferreira optou por um esquema mais ofensivo, recuando Juninho Capixaba e Raí Nascimento para o meio-campo, e escalando Gilberto ao lado de Rodallega. A mudança surtiu efeito logo no início da partida. 

Com apenas um minuto de jogo, o colombiano descolou passe para Nino, o lateral achou Gilberto na área. O centroavante se atrapalhou na primeira tentativa, mas na volta mandou no cantinho e abriu o placar para o Esquadrão. 

O gol cedo não fez o Bahia se acomodar no confronto. Antes do dez minutos o tricolor teve outras duas boas chances. Primeiro foi Gilberto quem desperdiçou o cruzamento de Matheus Bahia. Depois, Rodallega saiu de cara, mas viu o goleiro Keiller salvar a Chape. 

Sem ser agredido pela Chapecoense, o Bahia conseguia controlar bem o jogo e trabalhar as jogadas no campo ofensivo. Na troca de passes com Capixaba, Matheus Bahia cruzou na medida e Raí Nascimento completou para as redes, anotando o segundo do tricolor, aos 19 minutos. 

Ainda mais confortável no duelo, o Bahia passou a buscar os espaços na defesa alviverde. O terceiro só não saiu ainda na primeira etapa porque o chute de Rodallega desviou na marcação e foi para a linha de fundo.

SEM SUSTOS
O Bahia voltou do intervalo com Ronaldo na vaga de Juninho Capixaba, mas foi a Chapecoense quem esboçou se lançar ao ataque, explorando os cruzamentos na área. A pressão, no entanto, durou poucos minutos. 

Na primeira chegada do tricolor na segunda etapa, Raí Nascimento cobrou escanteio na área e Luiz Otávio, de cabeça, marcou o terceiro do Esquadrão na Fonte Nova, aos seis minutos. 

Empurrado pelo gol e pela festa nas arquibancadas, o Bahia voltou a colocar intensidade no jogo, principalmente pelo lado direito, com as descidas em velocidade de Nino Paraíba. 

A torcida tricolor fez ainda mais barulho quando Guto Ferreira chamou Índio Ramírez. O colombiano não atuava desde fevereiro, quando rompeu os ligamentos do joelho.

Guto, aliás, aproveitou o rumo tranquilo do jogo para rodar o elenco. Raniele, Douglas Borel e Rodriguinho também foram para o campo. Apesar de reduzir a intensidade, o Esquadrão seguiu presente no campo de ataque, mas o placar ficou mesmo nos 3x0 e o time comemorou mais um resultado importante na Série A.


FICHA TÉCNICA 

Bahia 3x0 Chapecoense - Campeonato Brasileiro (28ª rodada)
Local: Fonte Nova
Gols: Gilberto, ao 1º minuto, Raí Nascimentos, aos 19 minutos do 1º tempo, Luiz Otávio, aos 6 minutos do 2º tempo
Cartão amarelo: Raí Nascimento (Bahia); Kaio Nunes (Chapecoense)
Público pagante: 8.058
Renda: R$ 123.346,00
Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio, auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (trio de Goiás)

Bahia: Danilo Fernandes, Nino Paraíba (Rodriguinho), Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Daniel (Raniele), Raí Nascimento (Douglas Borel) e Juninho Capixaba (Ronaldo); Rodallega e Gilberto (Índio Ramírez). Técnico: Guto Ferreira. 

Chapecoense: Keiller, Matheus Ribeiro, Laércio (Kaio Nunes), Joilson e Jordan; Moisés Ribeiro (Ezequiel), Anderson Leite, Busanello (Lima) e Denner; Mike (Ronei) e Rodriguinho (Henrique Almeida). Técnico: Pintado. 


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas