Empresa vai pagar R$ 6,8 mil para quem topar assistir 13 filmes de terror

em alta
14.09.2021, 12:37:31
Atualizado: 14.09.2021, 14:41:10
(Foto: Divulgação)

Empresa vai pagar R$ 6,8 mil para quem topar assistir 13 filmes de terror

Objetivo é saber se orçamento do filme influencia na 'qualidade dos sustos'

Já pensou ganhar dinheiro assistindo filmes? É justamente isso que uma empresa está disposta a fazer aos corajosos que toparem assistir 13 filmes de terror. As cobaias do experimento receberão US$ 1.300 (aproximadamente R$ 6,8 mil). O objetivo do estudo é saber se o tamanho do orçamento de um filme afeta sua eficácia.

A empresa em questão é a FinanceBuzz, que está procurando contratar alguém para ser um Analista de frequência cardíaca de filmes de terror. Enquanto os voluntários assistem os filmes, equipamentos irão monitorar a frequência cardíaca usando Fitbit.

“Em homenagem à próxima temporada assustadora, nós da FinanceBuzz estamos morrendo de vontade de saber se os filmes de terror de alto orçamento causam sustos mais fortes do que os de baixo orçamento”, disse o comunicado.

“Você nos ajudará a descobrir se o orçamento de um filme impacta ou não o quão assustador ele pode ser usando um Fitbit para monitorar sua frequência cardíaca enquanto você analisa a lista de 13 filmes.”

O participante escolhido deve assistir aos seguintes filmes entre 9 e 18 de outubro:

Jogos Mortais
Terror em Amityville
Um Lugar Silencioso – Partes I e II
O Mistério de Candyman
Sobrenatural
A Bruxa de Blair
A Entidade
Corra!
Uma Noite de Crime
Halloween (2018)
Atividade Paranormal
Annabelle

A FinanceBuzz fornecerá ao novo analista um rastreador Fitbit junto com o pagamento de US$ 1.300 e um cartão-presente de US$ 50 (cerca de R$ 260) para cobrir os custos de aluguel do festival do susto.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas