Enio Mainardi, escritor e pai de Diogo Mainardi, morre de covid aos 85 anos

coronavírus
08.08.2020, 17:40:44
Atualizado: 08.08.2020, 17:55:55
(Divulgação)

Enio Mainardi, escritor e pai de Diogo Mainardi, morre de covid aos 85 anos

Jornalista, escritor e publicitário era muito ativo nas redes sociais e era considerado uma das principais vozes da direita brasileira

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O jornalista, escritor e publicitário Enio Mainardi morreu neste sábado (8), aos 85 anos, em decorrência da covid-19. A informação foi confirmada por seu filho, o jornalista Diogo Mainardi, em nota escrita no site O Antagonista.

"Enio Mainardi, meu pai, morreu neste sábado. Ele estava internado com covid-19. Nosso último encontro foi em 26 de abril de 2019. Viajei a São Paulo com meu filho mais velho e deixei-o na casa de meu pai. Eles gravaram um vídeo juntos. É assim que vou recordá-lo — com esse amor exuberante", escreveu Diogo.

(Reprodução)

Enio nasceu em Pindorama, em São Paulo, no dia 24 de maio de 1935. Na década de 1970, criou a agência de publicidade Proeme, responsável por slogans de marcas como Tostines, Jurema, Bonzo, Cica, Óleo Lisa e Smirnoff.

Entre seus trabalhos literários estão Nenhuma Poesia É Inocente (2007) e O Moedor (2013), uma série de contos em que apresentava o seu estilo irreverente e sarcástico.

Enio era muito ativo nas redes sociais e era considerado uma das principais vozes da direita brasileira. Seu último post no Twitter foi nesta sexta-feira (7), criticando o governador de São Paulo, João Doria (PSDB):

Enio também era um dos principais críticos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do PT. Mais recentemente, ele também desaprovava ações do STF (Supremo Tribunal Federal).

O publicitário, inclusive, deixou de apoiar o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, após o ex-juiz deixar o governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

Políticos, jornalistas e admiradores lamentaram a morte de Enio:

  • Deputada federal Joice Hasselmann:

"Perdemos um bravo guerreira na luta contra corrupção e ao lulismo. O Covid levou meu querido amigo Enio Mainardi. Meus sentimentos aos familiares. Enio está eternizado em sua genialidade que traduzia em textos incríveis, idéias e críticas ácidas e sábias".

  • Deputado federal Jorge Kajuru:

"MORRE UM HOMEM IMPERDÍVEL EM TUDO, QUE DATENA E EU NOS APAIXONAMOS POR ELE NOS TEMPOS DA BAND! POR SEU CARATER, LEALDADE, INTELIGÊNCIA, CRIATIVIDADE (PUBLICITÁRIO QUE CONSAGROU AS TINTAS SUVINIL) LEIAM E VEJAM VÍDEO!"]

  • Repórter da Band, Sandro Barboza:

"Morreu @EnioMainardi . Um dos grandes nomes da publicidade brasileira, ele lutava contra um câncer. Meus sentimentos à família e ao seu filho, @diogomainardi !"

  • Deputado federal Paulo Eduardo Martins:

"Recebi com muito tristeza a notícia da morte do meu amigo @EnioMainardi, homem brilhante e divertido, sempre surpreendia. Foi um honra, meu amigo. Uma honra. Vá em paz."

  • Deputada federal Carla Zambelli

"O Brasil perde um grande homem, o melhor publicitário que este país conheceu. Eu perdi um amigo com quem aprendi muito. Enio querido, que você esteja com Jesus e que Ele possa confortar o coração da família. Meus pêsames, @diogomainardi. Sem palavras."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas