Entendendo um pouco mais sobre a criptoeconomia

tecnoporto
07.01.2021, 05:00:00

Entendendo um pouco mais sobre a criptoeconomia

A tecnologia aplicada ao mundo financeiro aumenta de forma exponencial, em um movimento puxado pelas startups especializadas no ramo das finanças, as chamadas Fintechs, que tornam cada vez mais simples a relação com o dinheiro e com os processos antes monopolizados pelos bancos. Um dos sinais dessa evolução é o crescimento do interesse do brasileiro pelos investimentos nas moedas digitais, ou criptomoedas, especialidade de uma dessas Fintechs, a Alter, que lançou essa semana mais uma forma de facilitar a compreensão sobre esse modelo de investimento.

Um podcast que ganhou o nome de AlterTalks e traz entrevistas e notícias sobre economia, criptoeconomia e inovação. Os dois primeiros programas já estão disponíveis e vão direto ao ponto. No episódio 1, o assunto é “Criptomoedas e lavagem de dinheiro” e, para discuti-lo, estão Julieti Brambila, head de compliance da Alter, e Rafael Steinfeld, advogado tributarista especializado em criptoativos. No segundo podcast, a discussão é sobre “segurança da informação e criptoativos”, em um bate-papo que traz a oportunidade de ouvir Leandro Trindade, um whitehacker, ou seja, o que poderíamos chamar de um hacker que atua no lado positivo da força. Na conversa, Leandro interage com Gladstone Arantes, líder da vertical Blockchain, dentro do BNDES. Se quiser dar uma conferida, o AlterTalks está disponível nas principais plataformas de podcast, redes sociais e no website www.altertalks.com.br.

Pesquisa na ponta dos dedos

A operadora de telefonia móvel TIM lançou uma plataforma de pesquisas rápidas que pode se transformar em um ótimo produto para ajudar a entender o comportamento dos consumidores. O processo consiste em enviar dentro do universo de 51 milhões de usuários da operadora enquetes rápidas, após consentimento dos clientes envolvidos. Os dados obtidos, mantendo as identidades preservadas como é exigência da LGPD, Lei Geral de Proteção de Dados, trazem a capacidade de realizar análises que podem fazer a diferença na hora de operar qualquer negócio. Renato Ciuchini, Head de Estratégia e Transformação da operadora comemora o fato da ferramenta de pesquisa ser capaz de processar mais de 100 mil respostas por dia e promete: “Em breve lançaremos outras funcionalidades da plataforma e, como sempre, de maneira inovadora e disruptiva no mercado”.

Google e sua visão de raio-x

O Google ouviu 1.000 brasileiros conectados através de uma pesquisa on-line para entender os planos deles para 2021. Tomar vacina não entrou no questionário. O primeiro dado interessante da pesquisa é que 19% dos entrevistados adiaram para 2021 planos do ano que passou. Em relação às prioridades, fica clara a influência da pandemia. Vários itens entre os mais votados mostram como todo o processo fez os brasileiros pensarem mais na segurança: 35% colocaram como prioridade cuidar da saúde e 26% seguiram na mesma linha, afirmando que priorizarão emagrecer e fazer exercícios. Investir o dinheiro será a prioridade para 23% dos entrevistados e aprender uma nova língua fica no topo da lista de desejos de 24% deles, em 2021. Outros dados da pesquisa dão conta de que 29% dos pesquisados planeja mudar de casa esse ano e 19% querem trocar de carro. A pesquisa foi feita em outubro de 2020 em todo o Brasil, com pessoas entre 18 e 64 anos.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas