Envolvimento com mulher de traficante pode ter sido causa da morte de irmãos em São João do Cabrito

salvador
18.02.2016, 13:29:00
Atualizado: 18.02.2016, 18:42:22

Envolvimento com mulher de traficante pode ter sido causa da morte de irmãos em São João do Cabrito

'Tivemos a informação de que um deles estava flertando com a mulher de um dos bandidos de Ednelson', disse o delegado Nilton Borba

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma das linhas de investigação do delegado Nilton Borba, titular da 5ª Delegacia (Periperi), para a execução dos três irmãos em São João do Cabrito é o fato de que um deles teria envolvimento amoroso com a mulher de um traficante rival. “Tivemos a informação inicial de que um deles estava flertando com a mulher de um dos bandidos de Ednelson”, disse o delegado.

Tiago, João Mateus e Elias foram mortos dentro de casa; delegado diz que eles tinham envolvimento com o tráfico
Foto: Reprodução

Elias Nascimento Brito dos Santos, 19 anos, e seus dois irmãos adolescentes, João Mateus Brito dos Santos, 17, e Tiago Nascimento Brito dos Santos, 16, executados dentro de casa, na presença da mãe, a cuidadora de idosos Rosilene Nascimento Brito, em São João do Cabrito, fariam parte do Bonde do Maluco (BDM), grupo ligado à facção Caveira. O BDM tem como rival a quadrilha de Ednelson, aliada à Katiara. 

A outra hipótese do delegado é de que os irmãos passaram a ser concorrentes diretos de Ednelson e, por isso, foram assassinados. “Apesar de não terem passagem (pela delegacia), os três teriam deixado de ser meros passadores de drogas para donos de boca, o que chamou a atenção da concorrência”, disse o delegado.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas