Escalada da covid em Salvador: resultados positivos crescem 269% em uma semana

salvador
14.01.2022, 05:30:00
((Mateus Pereira/GOV-BA))

Escalada da covid em Salvador: resultados positivos crescem 269% em uma semana

Entre os dias 4 e 12 de janeiro, testes positivados passaram de 30 para 103

Salvador vive uma escalada de casos de covid-19 desde dezembro e, agora em janeiro, o aumento é ainda mais acentuado. Do dia 4 para o dia 12, o salto de casos positivos na testagem itinerante da prefeitura foi de 269%. No dia 4 foram feitos 213 testes e 30 deram positivo. Na última quarta (12), foram 199 exames totais e, desses, 103 positivaram (veja tabela ao lado). Na Bahia, segundo o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA), do dia 1º para o dia 12, 234% dos testes de covid deram positivo. Em algumas farmácias e laboratórios já ocorre a suspensão de testes por falta de insumos (leia abaixo). 

O salto acontece devido à alta na contaminação, que faz com que haja um aumento na demanda por testes. Para diminuir a pressão, no último dia 11, a prefeitura incluiu mais um posto itinerante para a testagem. O estudante João Victor Ferreira, 23, está com covid e conta que só conseguiu realizar o exame de forma gratuita na terceira tentativa. “Eu estava com sintomas, não tenho plano de saúde e não tinha como bancar um teste particular. Tentei a unidade do Bonfim e, quando cheguei pela tarde, os testes já tinham acabado. No dia seguinte tentei em Nazaré e tinha muita gente, aí fui para a do Calabar e deu certo”, conta. 

A publicitária Ive Deonísio, 34, é mais uma positivada resultante das festas de final de ano. Ela dividiu uma casa com amigos para passar o réveillon e diz que todos acabaram contaminados. “Meus cuidados com a pandemia mudaram muito do início de 2021 para o final. Depois da vacinação, fiquei bem mais tranquila; não tinha mais aquela agonia de passar álcool em tudo. Agora, está voltando um pouco porque praticamente todo o meu ciclo de amigos está com covid”, diz.

Os sintomas da publicitária começaram já no dia 1º. “Era muita tosse e um pouco de secreção e espirros, sintomas de gripe mesmo. Em um dos dias eu fiquei de cama, bastante cansada, mas não tive febre. Eu fiz uma consulta online pelo plano, consegui uma requisição médica e fiz o teste no dia 7”. 

Em entrevista à TV Bahia nesta quinta-feira (13), o prefeito Bruno Reis destacou que Salvador vive uma “transmissão que nunca viveu antes”. Mas acrescentou que, até o momento, essa alta contaminação não está refletindo de maneira proporcional em casos graves. “Porém, graças à vacina, a Deus e ao trabalho que fizemos até aqui, a pressão está na porta das UPAs, mas não está na transferência das UPAs para os hospitais de campanha. Se estivéssemos em outro momento da pandemia, com a quantidade de casos que existem agora, a pressão sobre o sistema de saúde seria muito maior, muito preocupante”, analisou. 

O prefeito também comentou que ainda não é necessário ampliar as medidas restritivas, já que a taxa de ocupação de leitos de UTI está sob controle. “O nosso medidor sempre foi e ainda é a taxa de ocupação de leitos de UTI. Se houver risco de colapso no sistema de saúde, vamos ampliar as medidas restritivas”, acrescentou. 

Aumento de casos positivos na Bahia

A explosão de casos não se concentra em Salvador. Nesta quinta (13), o Lacen Bahia divulgou que em 3 mil exames analisados foi registrado um aumento de 234% na positividade dos testes para covid entre 1º e 12 de janeiro. A última vez que o estado atingiu essa marca foi em outubro de 2021.

“A gente vê hoje que o percentual tem se elevado diariamente e isso atribuímos a essa nova variante Ômicron, o que é muito preocupante. Tínhamos índices baixos de positividade, mas agora já estamos vendo um reflexo de um novo cenário epidemiológico no estado”, alerta a  coordenadora Técnica dos Laboratórios de Vigilância Epidemiológica, Felicidade Pereira.

Laboratórios particulares suspendem testes para covid

A Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed) fez um alerta para a possibilidade da falta de testes de antígeno e PCR se os estoques de insumos necessários para os exames de diagnóstico da covid-19 não forem repostos "rapidamente". A Abramed diz não saber até quando os laboratórios conseguirão atender a demanda por testes, que cresceu principalmente por causa da alta transmissibilidade da variante Ômicron, e recomendou aos seus associados que parem de testar casos leves da doença.

"A gente está vivendo uma situação parecida com a do início da pandemia, quando havia uma disputa internacional pelos kits de diagnóstico e reagentes", afirmou o presidente do Conselho de Administração da Abramed, Wilson Shcolnik, lembrando que o Brasil depende de insumos importados para os exames. "Esses insumos são fabricados nos EUA, na Europa, na China, na Coreia do Sul; o que acaba acontecendo é que os países que investem pesado em testagem e aqueles onde os produtores estão localizados estão tendo prioridade".

A reportagem buscou laboratórios e farmácias que aplicam teste em Salvador. Ao ligar para o Laboratório Leme, a atendente informa: “Os testes estão suspensos em todas as unidades, inclusive nos atendimentos a domicílio”. Na ligação para a Droga Raia, a seguinte mensagem automática: “Devido à falta de insumos no mercado e à alta procura para a realização de testes de diagnóstico de covid-19, nossos agendamentos estão temporariamente indisponíveis para todas as nossas filiais. Agradecemos a compreensão e recomendamos a todos que se cuidem”.

No site da Drogasil, o aviso:  “Suspendemos temporariamente o agendamento de testes covid-19. Nos próximos dias, com o abastecimento normalizado, retomaremos o agendamento on-line. Procure a farmácia mais próxima para ter outras informações. Agradecemos a compreensão”.

O Grupo Sabin informou que continua realizando testes, mas está adotando uma “gestão diária de insumos para evitar a descontinuidade da oferta de exames de covid-19 nas regiões em que atua, com priorização do atendimento aos casos graves e pacientes hospitalizados”. “Esperamos o restabelecimento da cadeia de fornecimento nos próximos dias para manter o atendimento”, acrescenta a nota enviada pela assessoria. 

No Laboratório Jaime Cerqueira, segundo o diretor médico Bruno Cerqueira, o estoque só está mantido graças a uma “negociação prévia com fornecedores”. Por lá, a demanda por testes cresceu em 300% entre dezembro e janeiro. No último mês de 2021, a média diária era de 150 exames. Agora em 2022, já são 600. “E nesta terça e quarta foram cerca de 700 testes realizados em cada um dos dias. Estamos em alto fluxo”, acrescentou. 

No Laboratório LPC, nos primeiros 10 dias de janeiro, já foi constatado um aumento de 20% em relação à quantidade realizada em todo o mês de dezembro. “Estamos realizando teste, mas não sabemos até quando teremos estoque de insumos para isso. Fomos surpreendidos com a alta na demanda e também com a alta do percentual de positividade”, diz a diretora médica, Daniela Lima. Em dezembro, a taxa de resultados positivos era de 7%; em janeiro, já está em 40%, um aumento de mais 400%. 

Testes positivos nos postos itinerantes da Prefeitura de Salvador

04/01 - Posto 1 (Bonfim) 
213 testes 
30 positivos

05/01 - Posto 1 (Bonfim)
199 testes 
49 positivos

06/01 - Posto 1 (Bonfim) 
318 Total 
83 Positivos

07/01 - Posto 1 (Bonfim) 
296 testes 
67 positivos

10/01 - Posto 1 (Bonfim)  
200 testes realizados 
86 positivos

11/01 - Posto 1 (Bonfim) 
200 testes
87 positivos

11/01 - Posto 2 (Brotas) 
199 testes 
85 positivos

12/01 - Posto 1 (Bonfim) 
200 testes
90 positivos

12/01 - Posto 2 (Brotas) 
199 testes 
103 positivos

*Fonte: SMS

Onde fazer o teste?

A Prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), disponibilizou 49 unidades para a realização do exame gratuito, de segunda à sexta-feira, a partir das 8h até a finalização dos testes disponíveis. Além desses pontos, todos os postos de saúde também estão realizando testes, além de duas unidades itinerantes que, nesta sexta (14), estão no final de linha de Brotas e na Colina Sagrada, no Bonfim. Veja a lista das 49 unidades:
UBS Pelourinho 
UBS Péricles Cardoso 
UBS Santo Antônio 
USF São José de Baixo 
UBS Virgílio de Carvalho 
UBS Ministro Alkimin 
USF Lagoa da Paixão 
UBS Péricles Laranjeiras 
USF Nossa Senhora de Guadalupe 
USF Boa Vista do Lobato 
USF SAN Martim II
USF Iapi 
USF Candeal Pequeno 
UBS Major Cosme de Farias 
UBS Mário Andrea 
USF Ursula Catarino (Garcia)
USF Ivone Silveira Calabar 
UBS César de Araújo 
USF de Pituaçu
USF Parque São Cristóvão 
USF Vila Verde 
USF Ceasa I e II 
USF São Cristóvão 
USF KM 17 
UBS Eunísio Teixeira 
USF Deputado Eunísio Teixeira 
USF Pernambuezinho
USF Raimundo Agripino 
UBS Calabetão 
USF Estrada das Barreiras 
UBS Dra. Cecy Andrade 
UBS Sete de Abril 
UBS Castelo Branco 
USF Gal Costa 
UBS Canabrava 
UBS Vale dos Lagos
USF Canabrava 
USF Ilha Amarela 
USF Fazenda Coutos III 
USF Beira Mangue 
USF São Tomé de Paripe 
USF Rio Sena 
USF Bate Coração 
USF Vila Fraternidade 
USF Colinas de Periperi 
USF Palestina 
USF Cajazeiras I 
USF Fazenda Grande III

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas