Estreantes marcam e Bahia goleia Atlético-GO na Fonte Nova

e.c. bahia
05.06.2017, 21:49:00
Atualizado: 06.06.2017, 09:20:05

Estreantes marcam e Bahia goleia Atlético-GO na Fonte Nova

Na primeira partida sob comando de Jorginho, Esquadrão faz 3x0 sobre o lanterna da Série A e sobe para 9º lugar; Vinícius e Ferrareis marcam

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O técnico Jorginho não poderia desejar uma estreia melhor pelo Esquadrão. Jogando em casa, contra o lanterna da Série A, o Bahia do novo comandante massacrou nesta segunda-feira (5). Venceu por 3x0 o Atlético-GO num jogo em que manteve o nível das atuações na Fonte Nova da era Guto Ferreira.

Vinícius estreia com gol e desabafo na saída de campo (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)

O treinador não foi o único a ter sorte no seu primeiro contato com a torcida. O meia Vinícius, substituto de Régis, estreou literalmente com o pé direito: soltou uma bomba aos 40 minutos da etapa inicial para marcar o seu primeiro gol com a camisa tricolor, o segundo do triunfo.

O meia se emocionou com o gol: "foram seis meses difíceis, mas graças a Deus o Bahia me abriu as portas. Estou aqui fazendo o que eu amo. Minha família está vendo e meus amigos também", desabafou. Vinícius ainda não havia jogado em 2017 por problemas com a diretoria do Atlético-PR, clube com o qual rescindiu contrato para assinar até dezembro de 2018 no Fazendão.

O gol teve grande participação de Jean e Zé Rafael. O goleiro fez uma ótima reposição com as mãos para o colega, já na altura do meio-campo. O meia arrancou e só parou na área do Atlético-GO, para passar a bola para Vinícius.

Outro destaque da partida foi Renê Júnior. Dominante, o volante marcou, como a torcida já estava acostumada, e ainda surpreendeu com liberdade para chegar ao ataque.

Foi dele o gol inaugural do Bahia, aos 15 minutos da etapa inicial. Allione foi bloqueado ao tentar driblar na entrada da área pela esquerda e a bola sobrou para Renê, que passou fácil por Ricardo Silva e chutou colocado. Bonito gol.

Teve mais

Apesar da fragilidade do adversário, o tricolor voltou do intervalo menos dominante. Chegou até a tomar um susto, quando aos 22 minutos Everaldo recebeu lançamento na esquerda, nas costas de Matheus Reis, invadiu a área e chutou. Jean fez uma linda defesa à queima-roupa.

Foi preciso ter mais um estreante em campo para que o tricolor recuperasse o seu ímpeto. Aos 23, Gustavo Ferrareis entrou em campo justamente no lugar de Vinícius.

Apenas três minutos depois, o meia deixou o dele, em outra jogada bem trabalhada. Começou com Zé Rafael, que tabelou com Edigar Junio e entrou na área. O meia então tirou o marcador e achou Ferrareis vindo de trás com liberdade para fuzilar o gol.

O terceiro gol fez o Bahia ultrapassar o Grêmio e o Fluminense e assumir a condição de melhor ataque da Série A, com 10 gols. Com seis pontos, o tricolor é o nono na tabela. A noite ainda foi melhor pela boa quantidade de torcedores na Fonte: 13.364 pagantes assistiram ao segundo duelo em casa neste Brasileiro. Vale destacar que este foi o primeiro compromisso do tricolor no novo horário da Série A, na segunda-feira à noite. Na quinta-feira (8), o Bahia enfrenta o Cruzeiro, às 21h, na Fonte Nova.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas