EUA vão se retirar do Conselho de Direitos Humanos da ONU

mundo
19.06.2018, 20:47:10
Atualizado: 19.06.2018, 20:49:40
(Foto: AFP)

EUA vão se retirar do Conselho de Direitos Humanos da ONU

Ela criticou as presenças no conselho de países como China, Cuba e Venezuela, que eles mesmos acusados de violações de direitos humanos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A embaixadora dos Estados Unidos para a ONU, Nikki Haley, disse nesta terça-feira que o país vai se retirar do Conselho de Direitos Humanos da entidade, chamando o órgão de "uma organização que não faz jus ao seu nome".

Haley afirma ter deixado claro há um ano que os EUA só permaneceriam no conselho se "reformas essenciais fossem alcançadas", e alega estar claro que essas exigências não foram atendidas.

Ela criticou as presenças no conselho de países como China, Cuba e Venezuela, que eles mesmos acusados de violações de direitos humanos. A americana aponta ainda um "viés crônico contra Israel". No entanto, Haley garantiu que, se o órgão da ONU for reformado, os EUA "terão prazer em retornar".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas