Exército investiga 35 atiradores por posse irregular de armas na Bahia e Sergipe

bahia
01.08.2019, 16:08:00
Atualizado: 01.08.2019, 16:31:49
(Divulgação)

Exército investiga 35 atiradores por posse irregular de armas na Bahia e Sergipe

Situação foi descoberta durante fiscalização de 60 clubes de tiro nos dois estados

O Exército investiga a situação de 35 atiradores nos estados da Bahia e Sergipe. Eles deixaram de cumprir uma das determinações para ter a posse de arma: a legislação determina que cada pessoa deve participar pelo menos 8 vezes do clube de tiro no ano. Essas 35 pessoas são suspeitas de  não atingirem essa quantidade mínima de presenças.

A situação foi descoberta durante a Operação Impacto III do Exército que consiste na fiscalização dos 60 clubes de tiro nos dois estados. A ação, que inclui 33 militares, foi iniciada no dia 27 de julho e não tem prazo determinado de finalização.

“O objetivo é fiscalizar todas as entidades de tiro esportivo, pois cabe ao Exército controlar e registrar todos os atiradores e escolas de tiros. Os clubes são também um órgão fiscalizador e devem informar a frequência do atirador. No caso de não frequentador não assíduo, sofrerá um processo administrativo e poderá ter o registro cancelado”, declarou o chefe da Seção do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados da 6ª Região Militar, o coronel Marcelo Baptista Oliveira da Silva, que abrange Bahia e Sergipe – nos dois estados somam um total de 8 mil atiradores.

Dois clubes de tiro foram notificados pelo Exército. “Um em Ilhéus, aqui na Bahia, e outro em Sergipe. Mas não foi nada grave. Foram irregularidades documentais que foram resolvidas logo em seguida”, explicou o coronel. 

Ele disse que, após o decreto da flexibilização da posse de armas, houve um aumento considerável na venda de armamentos. “Todo ano tem crescimento, mas no ano passado, com o decreto, teve um número expressivo. A gente nota com a procura grande”, disse o coronel que, no momento, não dispunha de dados. 

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro assinar um decreto que facilita a posse de arma no país, no dia 15 de janeiro deste ano, o CORREIO apurou que a procura por cursos de iniciação ao tiro esportivo subiu 20% . Os curso básico de tiro variavam entre R$ 500 e R$ 720 na Bahia. 


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/fundacao-pierre-verger-tem-2o-batizado-de-capoeira-da-dende-de-aro-amarelo/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/minuto-do-carnaval-hoje-tem-ivete-praca-castro-alves-e-mais/
Jorge Gauthier traz os destaques do dia para o folião
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/serie-sobre-jose-mojica-marins-esta-no-youtube-na-integra/
Canal Space liberou produção gratuitamente para homenagear criador de Zé do Caixão
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/em-camarote-marcia-fellipe-relembra-polemica-sobre-irma-dulce/
Márcia Fellipe passou pelo Camarote Salvador nesta sexta-feira (21)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cronicas-do-guerreiro-dia-3-a-praca-do-povo/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cronicas-do-guerreiro-dia-2-a-fuga-do-deposito/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/neymar-sera-desfalque-no-carnaval-2020-dessa-vez-sem-polemica/
Craque brincou com a situação em vídeo no Instagram; em 2019 ele estava em Salvador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/claudia-leitte-vai-abrir-desfile-icada-nesta-sexta-feira-21-assista/
Cantora comanda bloco Blow Out, no circuito Dodô (Barra-Ondia)
Ler Mais