Federação dos Jornalistas se solidariza com Glenn Greenwald e critica emissora

em alta
07.11.2019, 18:41:13
Atualizado: 07.11.2019, 18:58:49

Federação dos Jornalistas se solidariza com Glenn Greenwald e critica emissora

Editor do InterceptBR não sabia que jornalista Augusto Nunes também participaria

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) lamentaram e repudiaram, em nota conjunta, a agressão física do jornalista Augusto Nunes contra o também jornalista Glenn Greenwald, ocorrida nesta quinta-feira (7), durante o programa Pânico, da Rádio Jovem Pan, em São Paulo.

As entidades criticaram a emissora de rádio, que retransmitia a entrevista ao vivo também pela internet, por terem convidado Greenwald a comparecer a um de seus programas “sem avisá-lo antecipadamente da presença de Nunes, autor de ataques pessoais ao jornalista e à sua família, o que criou um clima de conflito prévio ao início da entrevista”.

Segundo as entidades, a “agressão física a um convidado para uma entrevista viola todos os preceitos da conduta profissional dos jornalistas. Lembramos que os jornalistas brasileiros têm um Código de Ética, assim como existe um código de ética em nível internacional, e que seus preceitos devem ser seguidos por todos os profissionais”.

Pós-embate
Em um vídeo publicado no seu Twitter, logo após o programa na Jovem Pan, Glenn relembrou o ataque que sofreu de Augusto Nunes, citando a crítica que o rival fez à criação dos seus filhos, e lamentou os elogios à agressão feito por parte dos internautas. 

"O mais importante ainda é que o uso da força física e da violência no debate político é uma coisa muito grave, e agora estamos vendo - e isso não deve surpreender ninguém - que o movimento do Bolsonaro, Olavo, PSL está aplaudindo, apoiando o uso dele, da força física e da violência, no debate político, porque é um movimento fascista, e fascistas pensam assim. Eles querem violência", disse ele, antes de justificar sua ida à Jovem Pan por estar disposto ao debate com ideologia diferente.

Também no microblog, Augusto Nunes apenas retuitou o seguinte comentário de um jornalista: “O sujeito que faz receptação de material furtado por criminosos é normalmente chamado de escroque. Você não pode se sentar na mesma mesa com um tipo assim sem correr o risco de ouvir insultos. O jornalista Augusto Nunes foi insultado cinco vezes seguidas. Fez muito bem em reagir.”

Nota da rádio
A rádio Jovem Pan divulgou nota lamentando o incidente. Leia na íntegra:

"A Jovem Pan lamenta o episódio ocorrido ao vivo no programa Pânico desta quinta-feira (7) entre os jornalistas Augusto Nunes e Glenn Greenwald.

Defensora vigilante dos princípios democráticos, do pluralismo de ideias e da liberdade de expressão, a Jovem Pan sempre abriu suas portas para convidados de diferentes campos ideológicos e com opiniões dissonantes, para que cada brasileiro forme seu juízo tendo acesso a visões variadas sobre os temas mais relevantes do momento.

Uma das principais marcas do Pânico é receber personalidades para o debate aberto e franco, bem-humorado e eventualmente ácido. Glenn Greenwald já participou da bancada em diversas outras oportunidades.

A liberdade de expressão e crítica concedida pela Jovem Pan a seus comentaristas e convidados, contudo, não se estende a nenhum tipo de ofensa e agressão. A empresa repudia com veemência esses comportamentos."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/morre-aos-85-anos-atriz-maria-alice-vergueiro-do-meme-tapa-na-pantera/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/manifestantes-ateiam-fogo-em-onibus-na-paralela-veja-video/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rodamos-na-nova-versao-da-ranger-a-storm/
Em vídeo, jornalista automotivo analisa a cabine dupla diesel
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/idoso-de-81-anos-e-o-100o-paciente-com-covid-19-a-ter-alta-no-hospital-portugues/
Unidade comemorou liberação do homem, que deu entrada há seis dias com 50% do pulmão comprometido
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/depois-de-um-susto-targino-se-prepara-para-cantar/
Músico sofreu grave acidente de carro, mas escapou ileso e agora se prepara para fazer lives
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sao-joao-sera-comemorado-com-maratona-de-lives-promovidas-pelo-correio/
Serão seis apresentações de bandas e cantores durante o projeto, que arrecadará doações
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/junho-chegou-correio-promove-lives-para-comemorar-o-sao-joao/
Apresentações acontecem sempre às sextas e sábados de junho, às 19h
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/editorial-fotografado-a-distancia-une-tres-paises-na-quarentena/
O ensaio foi realizado pela plataforma Zoom, usando celular
Ler Mais