Festival Arti leva artistas LGBTQIA+ da Bahia para tocar em SP

correio afro
07.12.2021, 17:55:00
Atualizado: 07.12.2021, 17:55:46
Da esq. para a direita: Paulilo, DJ Tia Carol e Vittor Adél | Em baixo: Dicerqueira (Fotos: Bernardo Conceição (Paulilo), Matheus Thierry (DJ Tia Carol), Acervo Pessoal (Adél) e Caio Lirio (Dicerqueira))

Festival Arti leva artistas LGBTQIA+ da Bahia para tocar em SP

Nomes como Paulilo, Dicerqueira, DJ Tia Carol e Vittor Adél compõem a grade

O poeta Robyssão é taxativo: depois do MC Donald, é 'tetel direto'. Seguindo a linha filosófica, os coletivos Marsha! e Afrobapho vão lançar o Festival Arti, iniciativa que vem logo após a conclusão dos cursos formativos do Circuito Arti (Autonomia, Restituição, Transformação e Interação), que ofereceram qualificação profissional nas áreas de Gestão e Empreendedorismo Cultural, Produção Musical e Direção Artística, além de podcasts e oficina dos saberes para pessoas LGBTQIA+ de todo o país.

O festival acontece nos dias 10 e 11 (próxima sexta e sábado), direto do Teatro Oficina, em São Paulo. A programação terá shows, performances e DJ Sets, além de uma série de surpresas prometidas pelo coletivo. Serão dois dias de Festival no formato híbrido com público presencial reduzido, formado por convidados, e transmissão da programação nas plataformas online. 

Além de conectar artistas negros e LGBTQIA+ da cena musical de Salvador e São Paulo, a programação se estende com Galeria de Arte, gastronomia, ações de sustentabilidade e demais atrações que prometem uma experiência única também pra quem irá acompanhar de casa.

Soteropolitano made in Cidade Baixa, Dicerqueira será uma das atrações do festival e fará a sua primeira viagem para tocar fora da Bahia. Além disso, será o reencontro dele com o público presencial - e isso aumenta as expectativas do artista autor de DPZV (Desprezível), Grandeza e baebae.

"Nada mais justo que preparar um show com algumas surpresas como forma de presentear o publico que vai estar lá presente. Ansioso demais pra mostrar as canções novas que eu estou preparando pra lançar no próximo ano e a galera de SP pode esperar que esse com certeza vai ser o melhor show que farei na minha vida, prometo", disse.

Alan Costa, idealizador do Afrobapho e produtor executivo do Festival, afirma que o Arti é um exemplo de construção coletiva e traz várias potências da produção cultural independente do Brasil.

"A curadoria foi pensada justamente na visibilidade de artistas negros e LGBTQIA+, que por muitas vezes não são convidados para compor a programação de outros grandes festivais no país", disse

Ainda segundo Alan Costa, o festival celebra o talento e criatividade "dessa galera que tem transformado e renovado a cena musical, mas continuam à margem em detrimento de artistas agenciados e com capital para investimento".

Além de Dicerqueira, uma série de outros nomes da cena baiana estarão no festival, como DJ Tia Carol, DJ Paulilo (Paulilo Paredão) e Vittor Adél.

Programação
Na sexta (11), a grade tem Deize Tigrona, Danna Lisboa, DJ Lohanny, Afrobapho Dance, DJ Tia Carol, Juju ZL, DJ Paulilo e show inédito da Badsista, que recém lançou o seu álbum de estreia ‘’Gueto Elegance’’, com apresentação de Aretha Sadick.

No sábado (12), a programação segue com shows de uma atração surpresa, Irmãs de Pau, Vittor Adél, DICERQUEIRA, As Mambas, Sanni Est, Evehive, House Of Zion, Malayka, Kaiakan e Teodoro, com apresentação de Aretha Sadick e Nathan Santos. 

Ainda no sábado, vai rolar um pós-festa do Festival ARTI no Aparelha Luzia, Quilombo Urbano da Deputada Erica Malunguinho. A transmissão acontece no canal de YouTube da Marsha

10/12 (sexta-feira)
18H DJ Tia Carol e performance de Juju ZL
19H DJ Paulilo (Paulilo Paredão)
19H45 DJ Lohanny e performance AFROBAPHO DANCE 
20H30 Badsista
21H15 Danna Lisboa
22H Deize Tigrona 

11/12 (sábado)
18H DJ Malayla SN e performance de Teodoro e Kaiakan
19H DJ Evehive e performance de House of Zion
19H45 Perfoset de Sanni Est
20H30 Irmãs de Pau
21H15 DICERQUEIRA, Vittor Adél e As Mambas (AFROBAPHO)
22h Atração surpresa

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas