Fiéis agradecem a São Francisco Xavier pela proteção no enfrentamento da covid-19

salvador
10.05.2022, 21:28:00
(Paula Fróes/CORREIO)

Fiéis agradecem a São Francisco Xavier pela proteção no enfrentamento da covid-19

O arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Cardeal Dom Sérgio da Rocha, rezou missa em homenagem ao santo

Escolhido como padroeiro de Salvador após ter livrado os soteropolitanos da febre amarela e da cólera, São Francisco Xavier foi homenageado com missa e procissão nesta terça-feira (10). Durante a celebração, o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Cardeal Dom Sérgio da Rocha, ressaltou a importância do santo para o enfrentamento da pandemia da covid-19. 

“Essa celebração é de louvor a Deus, de gratidão e de esperança, uma vez que nós estamos aqui, primeiramente, reconhecendo o amor de Deus que se manifesta, que nos anima, e a proteção de São Francisco Xavier, padroeiro da nossa cidade, mas também agradecendo as pessoas que, de alguma maneira, têm colaborado para a superação da pandemia”, afirmou o arcebispo da capital.

Ainda segundo ele, a sociedade soteropolitana tem recorrido à intercessão de São Francisco Xavier assim como fizeram os baianos do século XVII, que passaram pela epidemia de febre amarela e, em 1855, tiveram que enfrentar a cólera. “Temos contado com ele, mas também com a colaboração generosa de tantas pessoas que se dedicam à superação da pandemia, seja no segmento da saúde ou ajudando os mais pobres”, finalizou. 

O dia 10 de maio marca os 336 anos de consagração da cidade a São Francisco Xavier. A procissão começou às 17h30. O busto do padroeiro saiu da Igreja Nossa Senhora da Ajuda e seguiu até a Catedral. O santo foi carregado por autoridades políticas e rodeado pelos fiéis. O prefeito Bruno Reis foi uma das autoridades presentes no evento. 

(Foto: Paula Fróes/CORREIO)
(Foto: Paula Fróes/CORREIO)
(Foto: Paula Fróes/CORREIO)
(Foto: Paula Fróes/CORREIO)
(Foto: Paula Fróes/CORREIO)
(Foto: Paula Fróes/CORREIO)
(Foto: Paula Fróes/CORREIO)

São Francisco Xavier
No calendário litúrgico católico, a festa de São Francisco Xavier é celebrada no dia 3 de dezembro. Em Salvador, há celebrações no dia 10 de maio porque foi nessa data que São Francisco Xavier foi proclamado padroeiro, protetor especial da capital da Bahia.

Ele ganhou o título porque, ainda nos tempos coloniais e do Brasil império, a cidade foi assolada, duas vezes, pela peste: uma em 1686 pela febre amarela e a outra, pela cólera morbus, em 1855. Como São Francisco Xavier morreu de peste, os jesuítas sugeriram à população implorar a intercessão do santo, obtendo êxito, já que a peste cessou em seguida.

Houve, então, um movimento popular que atingiu as autoridades locais e foi solicitado ao papa que São Francisco Xavier fosse declarado padroeiro da cidade. Nessa época, ficou prometido celebrar anualmente, no dia 10 de maio, essa data.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas