Filha de Temer nega ajuda do presidente em reforma

brasil
04.05.2018, 09:07:09
Atualizado: 04.05.2018, 09:30:05

Filha de Temer nega ajuda do presidente em reforma

Maristela Temer disse à Polícia Federal que pegou empréstimos, mas não apresentou comprovantes

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A filha do presidente Michel Temer, Maristela Temer, negou ter recebido ajuda financeira do pai para reformar sua casa, durante depoimento concedido à Polícia Federal nesta quinta-feira (03), no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. O depoimento durou cerca de 4 horas. 

O delegado que está a frente da investigação, Cleyber Malta Lopes, queria saber de Maristela Temer qual é a origem do dinheiro usado na reforma da casa dela, realizada entre 2014 e 2015.

A casa de 300 m² fica no Alto de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo. No dia 13 de julho de 2017, a TV Globo exibiu reportagem que um dos fornecedores da obra, que não quis gravar entrevista, disse que tinha sido pago por Maria Rita Fratezi com R$ 100 mil em dinheiro vivo.

O Coronel Lima, marido de Maria Rita, foi citado na delação da JBS como intermediário de uma propina de R$ 1 milhão para Temer. Desde o ano passado, a Polícia Federal tenta ouvir o Coronel Lima, sem sucesso.

Em março, Lima foi preso junto com outros aliados de Temer na Operação Skala e ficou três dias presos na carceragem da PF em São Paulo, mas não chegou a prestar depoimento. Os advogados alegaram problemas de saúde.

A mulher dele também foi intimada para depor, compareceu e disse qe não participava da gestão das empresas do marido. A investigação faz parte do inquérito dos portos, que investiga se empresas do setor portuário pagaram propina em troca de um decreto presidencial. A informação é do G1.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas