Filho de jornalista morre ao cair de quinto andar de prédio em SP

brasil
10.01.2020, 21:41:00
Atualizado: 11.01.2020, 12:15:29
Jornalista Mendel Bydlowski estava passeando com a família em Guarujá, quando filho mais velho caiu do 5º andar e morreu (Reprodução/Facebook)

Filho de jornalista morre ao cair de quinto andar de prédio em SP

Artur Loiola, de 5 anos, é filho do repórter esportivo da ESPN Mendel Bydlowski; ele estava passeando com a família quando o filho mais velho caiu do 5º andar e morreu

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Filho do jornalista Mendel Bydlowski, Artur Loiola, 5 anos, morreu na tarde desta sexta-feira (10), após cair do quinto andar de um prédio em Guarujá, no litoral de São Paulo. A informação foi confirmada pela Polícia Civil (PC) ao portal G1 na noite desta sexta.

Segundo o site, o repórter esportivo da ESPN estava com a mulher e os dois filhos a passeio na cidade quando o acidente ocorreu nesta sexta. Arthur caiu de um prédio localizado na Avenida Marechal Deodoro da Fonseca, em frente à praia de Pitangueiras, esquina com a Rua Rio de Janeiro.

Criança morreu após cair de quinto andar de prédio em Guarujá, SP
Criança morreu após cair de quinto andar de prédio em Guarujá, SP (Reprodução/Google Maps)

Conforme informações da PC, a vítima estava brincando com o irmão mais novo, próxima a um vidro do apartamento, que já estava um pouco quebrado. Na brincadeira, o menino acabou forçando o vidro, que cedeu e ocasionou a queda da criança. Artur chegou a ser socorrido às pressas e encaminhado ao Hospital Santo Amaro, mas teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

Ainda conforme o G1, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) solicitou perícia ao Instituto de Criminalística (IC) e exames ao Instituto Médico Legal (IML). O caso foi registrado como morte suspeita pela Delegacia do Guarujá, que instaurou inquérito policial para apurar os fatos.

De acordo com a Prefeitura de Guarujá, viaturas da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, a Guarda Civil Municipal e a Defesa Civil foram acionadas e compareceram até o local.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas