Filme baiano é um dos cinco escolhidos pela Globo Filmes para integrar projeto regional

ronaldo jacobina
10.11.2020, 05:00:00

Filme baiano é um dos cinco escolhidos pela Globo Filmes para integrar projeto regional

(Divulgação)
Giovani Lima, da Malagueta, dirige primeiro media-metragem para Globo 

Moraes e Moreira, filme de ficção que conta a história de dois irmãos gêmeos na busca pelo pai desaparecido, foi um dos cinco projetos selecionados pela Globo Filmes para o projeto Telefimes Regionais, da Rede Globo, em parceria com suas afiliadas. O media-metragem, de 40 minutos, que deverá ir ao ar pelas emissoras da Rede Bahia, em 2021, tem argumento e roteiro de Toni Couto e direção de Giovani Lima, da Malagueta Filmes, que assina a produção. 

Elenco indefinido
Segundo Giovani, o trabalho está caminhando bem com o apoio de uma equipe de roteiristas tarimbados da TV Globo. “Essa ajuda tem sido muito importante porque são profissionais experientes e que estão juntos conosco, lendo o roteiro, sugerindo coisas, parceiros mesmos”, diz. O diretor ainda não selecionou o elenco, mas já definiu que as locações acontecerão entre Salvador e cidades do Recôncavo.  

(Divulgação)
Toni Couto assina o roteiro de Moraes e Moreira 

Trilha sonora 
O título do filme tem a ver com a personagem mãe dos gêmeos. “Essa mulher, chamada de Preta, tem a vida marcada pelas músicas de Moraes Moreira, daí ter batizado os filhos com estes nomes”, conta o diretor. Ainda segundo ele, o filho do cantor, Davi Moraes, já se colocou à disposição para ajudar a equipe, inclusive com relação à trilha sonora e questões como direitos autorais etc.  

Equipe definida
A equipe é composta ainda de Cid Andrade, como produtor executivo, Lia Vasconcelos como roteirista e Rogério Sampaio como diretor de fotografia.  Além da Bahia, foram escolhidos projetos do Distrito Federal, Minas Gerais, Ceará e  Amazonas. 

(Divulgação)
Carlos Amorim comanda nova edição da Casa Cor Bahia

Casa Cor pela cidade 

Vitrines, contêineres e outros espaços espalhados pela cidade irão abrigar a CASACOR Bahia, evento de decoração, arquitetura e paisagismo que este ano acontece entre os dias 12 de novembro e 12 de dezembro sob a coordenação de Carlos Amorim. De acordo com o empresário, que terá no cast da mostra nomes internacionais como o artista visual Vik Muniz, a ideia do novo formato é estabelecer uma conexão entre o mercado respeitando os protocolos de saúde e distanciamento social. “Os espaços decorados por arquitetos e decoradores serão vistos, pela primeira vez gratuitamente, em janelas, ou seja, será uma mostra física sem aglomerações, sem bilheteria, amplificada pela realidade virtual”, explica Amorim. 

Evento gratuito
As vitrines da Casa Cor Bahia estão sendo montadas no Aeroporto de Salvador, Centro de Convenções, Salvador Shopping, Corredor da Vitória e Farol da Barra, facilitando o acesso, inclusive, a um público ainda mais diversificado do que o habitual. Dentre os profissionais participantes estão Wesley Lemos, Celeste Leão, Davi Bastos, dentre outros. “Em todos os ambientes estará expressa nossa leitura do morar pós-pandemia”, diz Amorim. 

(Acervo pessoal)
Nadia Taquary e a obra Ibejis que estará na Casa Cor

Troca instantânea 
Uma obra, ainda inédita no Brasil, da artista visual Nádia Taquary estará em exposição no ambiente de Ana Paula Magalhães, na vitrine da Casa Cor no Shopping Salvador.  A artista chegou a criar uma peça exclusiva para a arquiteta, mas quando esta chegou ao seu ateliê para buscar, mudou de ideia. “Antes mesmo de ver a nova criação, bati o olho na peça e disse: É essa que preciso pro meu espaço”, conta Ana Paula. Nádia então lhe explicou que tratava-se de uma obra criada para uma residência artística que fez nos Estados Unidos e que chamava Ibejis. “São dois gêmeos, duas divindades Yourubanas... e percebia que Ana Paula nem ouvia mais o que eu dizia, aí me toquei que ela tem filhos gêmeos e entendi a troca instantânea”, conta Taquary. 

(Divulgação)
Youn e o grupo Gilsons 

Parceria
Chega amanhã (11) nas plataformas digitais o single Besteira, resultado de uma parceria musical entre o duo YOÙN, um dos nomes mais incensados da nova cena carioca, ao grupo Gilsons - dos netos e filho de Gilberto Gil. O trabalho, que une os selos Joint com Altafonte, é um clipe recheado de referências afro futurísticas. A música transita por ritmos como jazz, house e afoxé, com letra que reforça a importância de deixar de lado o que os outros pensam, o que falam, de ser alegre e agir livremente com o que deseja.

(Divulgação)
O artista visual Chico Flores expõe sua obra no Fasano

Luxo de arte
Quem já se encantou com os simples e delicados quadros que enfeitam as paredes do restaurante Fasano, terá a oportunidade de conhecer mais a obra do artista. Até o final deste mês, Chico Flores estará com uma Pop Up Store no lobby do hotel Fasano vendendo suas peças. Batizado de Fasano Convida, o projeto, que visa apoiar o comércio da região central da cidade, vai levar para lá um expositor a cada mês. O espaço funciona de quinta-feira a domingo, das 9h às 17h, e é aberto a hóspedes e visitantes. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas