Fim do jejum: artilheiro, Gilberto não fazia gol desde o Carnaval

e.c. bahia
01.10.2020, 00:37:00
Atualizado: 01.10.2020, 00:37:46
Gilberto vibra com o gol marcado por ele, o primeiro do Bahia contra o Botafogo (Celso Pupo/Estadão Conteúdo)

Fim do jejum: artilheiro, Gilberto não fazia gol desde o Carnaval

Camisa 9 marcou o primeiro na vitória de 2x1 contra o Botafogo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Você lembra o que estava fazendo na Quarta-feira de Cinzas? Pois naquele dia 26 de fevereiro havia sido a última vez que Gilberto marcara um gol pelo Bahia, em dose dupla na vitória de 3x1 contra o Nacional do Paraguai, fora de casa, pela Copa Sul-Americana. O jejum durou até esta quarta-feira (30), sete meses e 13 jogos depois, quando o atacante fez o primeiro no triunfo de 2x1 sobre o Botafogo no Engenhão, no Rio de Janeiro.

Gilberto anotou o primeiro gol da noite. Aos 41 minutos do 1º tempo, aproveitou cruzamento de Marco Antônio em cobrança de falta da direita e testou firme. Élber e Pedro Raul, ambos no 2º tempo, assinaram os outros. Apesar do longo jejum, o centroavante ainda é o artilheiro do time na temporada, com oito gols.

A partida, que embora válida pela 1ª rodada foi a 12ª do Bahia no Brasileirão, representou muito para o centroavante e mais ainda para o time na competição. O Esquadrão iniciou o confronto como lanterna e terminou com 16º colocado, fora de zona de rebaixamento.

Ao fim do confronto, o treinador Mano Menezes falou sobre o peso que o camisa 9 tirou das costas. “Gilberto já estava incomodado com essa situação. A gente tenta tranquilizar, mas para um artilheiro o gol é fundamental. Ele pode ajudar a equipe, pode fazer assistências, mas ele só se sente bem quando marca. E felizmente isso aconteceu hoje, numa cobrança de falta que trabalhamos ensaiada ontem. Marco Antônio cobrou de forma muito qualificada, Gilberto cabeceou firme. Já tinha cabeceado num lance anterior, num escanteio”.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas