Flordelis terá que usar tornozeleira eletrônica, determina Justiça

brasil
18.09.2020, 16:40:02
Atualizado: 18.09.2020, 17:00:33
(Foto: Reprodução)

Flordelis terá que usar tornozeleira eletrônica, determina Justiça

Deputada também não poderá sair de casa entre das 23h às 6h

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A deputada federal Flordelis dos Santos de Souza, acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, terá que usar tornozeleira eletrônica. Segundo o Extra, a decisão foi da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói.

Além do monitoramento por meio da tornozeleira, a parlamentar e líder evangélica terá que ficar em recolhimento noturno das 23h às 6h. No entando, a magistrada negou pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP) para afastar Flordelis do cargo.

Flordelis só não pode ser presa por ter a imunidade parlamentar.

No pedido feito no último dia 11, o promotor Carlos Gustavo Coelho de Andrade usou argumentos como o fato de alguma das testemunhas do processo poder ser morta e a dificuldade para que Flordelis fosse encontrada e citada dos processos criminal e disciplinar na Câmara dos Deputados. 

O membro do MP argumentou ainda a existência de relato da mesma testemunha de que um dos filhos de Flordelis se utiliza do poder decorrente do mandato da mãe.

Em sua decisão, Nearis relembrou anteriores tentativas de Flordelis de atrapalhar as investigações para embasar a necessidade de monitoramento por tornozeleira. 

Já ao negar o pedido para afastar Flordelis do cargo de deputada, a juíza afirmou que "não se vislumbra nos fatos narrados na denúncia, nem nas novas informações trazidas aos autos, o uso da máquina pública ou o efetivo abuso do cargo eletivo para a prática dos crimes imputados, assim como não restou demonstrado que o exercício da função parlamentar possa de alguma forma causar prejuízo à instrução criminal".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas