Funkeiro MC Dumel morre aos 28 anos vítima de covid-19 em Salvador

coronavírus
16.04.2020, 22:07:53
Atualizado: 17.04.2020, 00:55:59
(Foto: Divulgação)

Funkeiro MC Dumel morre aos 28 anos vítima de covid-19 em Salvador

Artista estava internado no Couto Maia; é a 35ª vítima da doença na Bahia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O cantor de funk Diego Albert Silveira Santos, o MC Dumel, morreu na noite desta quinta-feira (16) em Salvador. O artista de 28 anos estava sedado e entubado na UTI do Hospital Couto Maia, em estado grave. Ele é a 35ª vítima confirmada da doença na Bahia, de acordo com a Secretaria estadual da Saúde (Sesab). 

“Infelizmente, ele perdeu a guerra para o coronavírus. Ontem (quarta) ele chegou a apresentar uma leve melhora, baixou a febre, aí tava todo mundo cheio de esperança. Hoje aconteceu essa fatalidade”, informou por volta das 22h o assessor da artista, Adan Nascimento. 

A esposa de Dumel, Andreza Bacellar, 22 anos, também apresentou os sintomas da covid-19 após o casal voltar de uma viagem de trabalho ao Rio de Janeiro. O resultado do exame de Andreza também deu positivo e ela está internada também no Couto Maia, com quadro estável.

A informação consta em nota da T-Music Brasil Produções, que agenciava o artista. A empresa agradeceu o apoio dos fãs e, em nome da família, informou que "seguindo orientações das autoridades e especialistas em saúde, para evitar aglomeração, o local, data e hora do sepultamento não serão divulgados".

Os primeiros sintomas apresentados pelo casal foram gripe e febre alta. Dumel e Andreza primeiro ficaram em isolamento em casa, porém, após cinco dias, na quinta-feira (9), o quadro do músico piorou e ele começou a ter forte falta de ar. 

Dumel foi levado ao Hospital Geral Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, cidade onde ele morava, na Região Metropolitana de Salvador. Na sexta-feira (10), foi transferido à UTI da unidade e, no mesmo dia, encaminhado ao Couto Maia.

O funkeiro não tinha doença preexistente, como hipertensão ou diabetes. O boletim da Sesab sinaliza que ele tinha "histórico de obesidade".

Confira vídeos do artista, que nasceu no Rio mas era radicado na Bahia.

Até o final da tarde, o boletim sobre o novo coronavírus da Sesab indicava 34 vítimas fatais da doença. A morte de MC Dumel só entrou num boletim extra, divulgado no final da noite.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas