Gerente de facção é preso com tornozeleira em Santa Cruz

salvador
02.12.2020, 15:45:00
Atualizado: 02.12.2020, 15:45:22
(Divulgação)

Gerente de facção é preso com tornozeleira em Santa Cruz

Ele foi localizado após denúncia, durante operação no complexo do Nordeste

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O gerente de uma facção que atua no Nordeste de Amaralina foi o sétimo alvo localizado pela ação conjunta das polícias Civil e MIlitar no complexo nesta quarta-feira (2). Com mandado de prisão em aberto, o criminoso foi preso em Santa Cruz depois de informação repassada pelo Disque Denúncia da SSP (3235-0000).

Um dos alvos considerados prioritários, o crimonoso, que não teve nome divulgado, usava tornozeleira eletrônica. Ele foi encontrado na Rua São Pedro, com 49 pinos de cocaína dentro de uma pochete.

O traficante foi apresentado no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), na Pituba. "Esperamos que os moradores continuem nos ajudando. Estamos do mesmo lado", declarou o comandante da Rondesp Atlântico, major Edmundo Assemany Júnior.

(Foto: Alberto Maraux/SSP)

Megaoperação
A mega operação realizada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) no complexo do Nordeste de Amaralina, iniciada na manhã desta quarta-feira (2) com cerca de 700 policiais, vai além do combate à facção criminosa que atua na região. É uma resposta aos mais de 50 de ataques a viaturas registrados somente neste ano no complexo. Nesse período, sete policiais ficarem feridos, um deles um policial civil. 

“Esses ataques aconteceram quando os policiais estavam em cumprimento de suas obrigações, ou seja, quando faziam diligências, por exemplo, e sempre surpreendidos por bandidos armados. Todos os casos foram registrados em ocorrências e somam mais de 50. Em alguns casos, os policiais foram vítimas de emboscadas”, declarou o comandante da Região Integrada de Segurança Pública (Risp) Atlântico, coronel Manoel Xavier. 

O caso mais recente aconteceu nesta segunda-feira, 30, com agentes da 28ª Delegacia (Nordeste de Amaralina). “ Eles foram emboscados quando entregavam uma intimação”, citou o Xavier, durante balanço parcial da operação por volta das 11h: quatro suspeitos morreram em confronto e duas pessoas foram presas.

Por volta das 7h da manhã, cerca de 700 policiais, entre civis e militares, de unidades distintas, já ocupavam o complexo do Nordeste de Amaralina. Seis barreiras foram instaladas nas principais vias de acesso à região. Viaturas foram posicionadas de forma que os veículos passassem um por vez pelas barreiras, ocasião da realização das revistas. As buscas eram realizadas principalmente em motos, carros com mais de um passageiro, veículos com películas escuras e táxis. Houve também abordagens a pedestres. 

De acordo com a SSP, quatro traficantes de drogas, integrantes de uma facção envolvida com homicídios, roubos, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores foram mortos por unidades especializadas da Polícia Militar. 
As equipes faziam incursões na localidade do Boqueirão, no bairro de Santa Cruz, quando avistaram cerca de 10 homens armados. Durante a aproximação o grupo atirou e quatro deles se esconderam em um imóvel, perto de uma escola. 

A SSP informou que, mesmo cercado, o grupo seguiu atirando contra as guarnições que revidaram. Após confronto, os criminosos acabaram feridos, foram socorridos para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiram. Pistola, revólveres, carregadores e munições foram apreendidos. Os outros comparsas conseguiram fugir.

Prisões
Em outro ponto do Complexo do Nordeste de Amaralina, na Chapada do Rio Vermelho, equipes das polícias Militar e Civil capturaram um foragido da Justiça. O indivíduo possuía mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas.

Já na Rua do Capim, um homem foi flagrado correndo com sacolas. O criminoso foi alcançado carregando dois tabletes de maconha, 144 pedras de crack e 15 porções de cocaína.

"Seguiremos firme combatendo o tráfico de drogas como sempre fazemos diuturnamente. Aqueles que decidirem atacar os policiais, receberão a resposta proporcional e dentro da lei", ressaltou o comandante da Região Integrada de Segurança Pública (Risp) Atlântico, coronel Manoel Xavier. 

Ainda segundo a polícia, os suspeitos estão sendo apresentados na 7ª Delegacia Territorial (DT) do Rio Vermelho.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas