Gilberto relata que esposa tem recebido ameaças de bandidos

e.c. bahia
04.10.2019, 16:02:00
Atualizado: 04.10.2019, 16:23:44
Esposa de Gilberto foi contactada por bandidos, que ameaçaram fraudar seu nome (Reprodução/Instagram)

Gilberto relata que esposa tem recebido ameaças de bandidos

Mulher do atacante teve pertences roubados e passou a ser assediada pelos criminosos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Artilheiro do Bahia no Brasileirão, o atacante Gilberto usou as redes sociais nesta sexta-feira (4) para fazer uma denúncia. Ele contou que a esposa, Natália Barreto, vem sofrendo ameaças de bandidos. Ela teve o carro e pertences roubados e, após isso, os assaltantes ameaçaram fraudar o nome da vítima.

"Minha esposa foi roubada há um tempo atrás. Roubaram a bolsa dela com documentos e tudo. Os policiais tentaram ajudar para recuperar os documentos, o carro, tudo. Infelizmente não foi possível", afirmou o jogador, ao iniciar o relato.

Depois, Gilberto mostrou que a situação piorou em seguida. "Estava tudo certo. Coisa material e documento se tira de novo. Daí o cara começou a ameaçar minha esposa, mandar mensagem querendo dar uma de esperto. E eu acho que chega um momento que é hora de dar um basta e começar a denunciar. Tentaram falar com ela, falaram com ela, eu falei com eles, disse para devolver as coisas e tal. Eles falaram que iriam sujar o nome dela", relatou.

Gilberto mostrou as ameaças feita pelos criminosos (Foto: Reprodução)

Concentrado com o elenco do Bahia para a partida contra o Athletico-PR, nesse sábado (5), às 19h, na Fonte Nova, o aatcante explicou que postou as ameaças para que os bandidos sejam identificados e outras pessoas não caiam em golpes. 

"Vou mostrar toda a conversa que tive com eles, alguém deve saber quem é, de quem é esse número, que alguém deve saber quem é para ajudar a polícia a pegar esses caras. Estou concentrado, não posso ajudar minha mulher. Infelizmente, é um momento delicado. Sempre que acontece uma coisa dessas a gente fica triste. O Brasil deveria ser um país mais seguro para todos, mas tem muito vagabundo. Só temos a polícia para recorrer. Agradeço se a polícia puder fazer alguma coisa, porque chega um ponto que coloca em risco a nossa vida. O que os caras estão fazendo é uma p*** sacanagem. Além de roubar as coisas dela, os documentos, estão tentando fraudar o nome dela. Ficaram querendo que eu desativasse o celular dela para que eles pudessem ter acesso ao celular, fazer mais barbaridades ", continuou o camisa 9. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas