Governo renovará auxílio se vacinação não correr como esperado, diz Guedes

coronavírus
27.05.2021, 13:45:00
(Arquivo AFP)

Governo renovará auxílio se vacinação não correr como esperado, diz Guedes

Expectativa, contudo, é que vacinação aumente ritmo e não seja preciso, diz

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira (27) que o governo pode voltar a prorrogar o auxílio emergencial caso a vacinação não siga o ritmo que se espera pelo país, com novos picos de casos da covid-19 sendo registrados.

Atualmente, o auxílio teve uma rodada de quatro parcelas de R$ 150 a R$ 375, que serão pagas pela Caixa até julho.

"O auxílio emergencial é uma arma que nós temos e que pode, sim, ser renovado. Se, ao contrário do que esperamos, a doença continuar fustigando, as mortes continuam elevadas, a vacina por alguma razão não está chegando, tem que renovar", disse Guedes, que participou da videoconferência "Diálogos com a Indústria", da Coalização Indústria. 

Apesar disso, Guedes disse que não é a expectativa do governo ter que renovar novamente o benefício. "Nossa expectativa é que está avançando a vacinação, mas vamos observar. Achamos hoje que, se a vacinação em massa progride, pode ser que não seja necessário", considerou.

Ele também falou que o governo pode decretar estado de calamidade, como em 2020, se for necessário. "Se a pandemia fustigar novamente, se uma variante não for atacada pela vacina, se não estiver funcionando, vamos aumentar a economia de guerra. O protocolo está pronto, bata acionar a cláusula de calamidade da PEC Emergencial", explicou.

Ainda essa semana, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse que o melhor seria uma medida provisória que determinasse uma prorrogação do auxílio no país por mais um ou dois meses. O melhor depois disso seria, acredita, "um programa social mais permanente" no país. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas