Grupo Alimentação e Bebidas sobe 0,10% no IPCA de setembro, revela IBGE

economia
05.10.2018, 10:36:15
Atualizado: 05.10.2018, 10:49:44

Grupo Alimentação e Bebidas sobe 0,10% no IPCA de setembro, revela IBGE

Preços dos alimentos para consumo no domicílio ficaram estáveis

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O grupo Alimentação e Bebidas voltou a registrar aumento em setembro após dois meses seguidos de quedas. Os preços subiram 0,10%, após o recuo de 0,34% em agosto e queda de 0,12% em julho Os dados são do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

O grupo Alimentação, que responde por cerca de 25% das despesas das famílias, passou de um impacto de -0,08 ponto porcentual para a inflação de agosto para 0,03 ponto porcentual no IPCA de setembro. 

Os preços dos alimentos para consumo no domicílio ficaram estáveis (0,00%) em setembro, após terem recuado 0,72% em agosto

As famílias pagaram mais em setembro pelas frutas (4,42%), arroz (2,16%) e pão francês (0,96%). Por outro lado, ficaram mais baratos a cebola (-12,85%), batata-inglesa (-8,11%), leite longa vida (-5,82%), farinha de mandioca (-5,54%) e ovos (-2,15%). 

A alimentação fora de casa desacelerou o ritmo de alta, passando de aumento de 0,32% em agosto para avanço de 0,29% em setembro, com destaque para o lanche fora de casa (de 0,77% em agosto para 0,57% em setembro) e a refeição fora de casa (de 0,23% em agosto para 0,19% em setembro).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas