Homem é condenado a 10 anos de cadeia após injetar sêmen em mulher nos EUA

mundo
13.09.2021, 13:19:03
(Reprodução)

Homem é condenado a 10 anos de cadeia após injetar sêmen em mulher nos EUA

Assédio ocorreu em mercado na cidade de Churchton

O estadunidense Thomas Stemem, de 53 anos, foi condenado a 10 anos de prisão após, em fevereiro do ano passado, injetar sêmen em uma mulher com uma seringa. O caso aconteceu em um mercado de Churchton, no estado de Maryland.

Katie Peters estava colocando o carrinho de compras de volta quando sentiu uma dor em suas nágedas. Primeiro ela o questionou se o homem queimou um cigarro lá, só depois ela percebeu que ele usara a seringa para injetar o sêmen.

Na condenação, que saiu nesta semana, ele também foi sentenciado a outros cinco anos em liberdade condicional por agressão de segundo grau a uma jovem de 17 anos com quem também teve contato, apesar de ela não ter se ferido, segundo o jornal americano The Washington Post.

A decisão foi proferida quase três meses após Stemem firmar um acordo de confissão que permite ao réu se declarar culpado sem admitir que cometeu um crime. O caso foi descrito pelo juiz como "absolutamente bizarro e perturbador".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas