Homem é preso por violência doméstica; mulher diz que agressões duraram 30 anos

bahia
22.09.2021, 12:03:00
Atualizado: 22.09.2021, 12:03:44
(Foto: Alberto Maraux/DivulgaçãoSSP)

Homem é preso por violência doméstica; mulher diz que agressões duraram 30 anos

Segundo as investigações, desde que decidiu se separar, o homem passou a fazer ameaças de morte a ela e aos filhos

Um homem que ameaçava a ex-companheira foi preso, em flagrante, em Irecê, no momento em que estava exigindo que a vítima abrisse a porta da residência dela. A vítima estava na delegacia de Irecê noticiando os crimes cometidos pelo ex-companheiro, quando ele ligou, reiterando as ameaças. Após orientação dada pelos policiais do Núcleo Especial de Atendimento à Mulher (Neam) do município à vítima, o suspeito foi preso nos arredores da casa, na última terça-feira (21). 

A mulher relatou que, durante os 30 anos em que ficou casada com o suspeito, sofreu violências física e psicológica. De acordo com as investigações da DT, desde que ela decidiu se separar, o homem passou a fazer ameaças de morte tanto a ela quanto a seus filhos.

A delegada Maria José, da Neam de Irecê, explica que interromper o ciclo de agressões é fundamental, sobretudo nos primeiros atos violentos. "As vítimas não devem esperar que aconteça uma agressão física. Ela pode nos procurar a partir de uma ameaça, um ato de injúria ou de outras violências psicológicas e patrimoniais. A população também deve colaborar e denunciar", afirmou.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas