iFood faz testes para delivery de comida com drones no Brasil

bazar
09.03.2019, 17:35:00
Atualizado: 09.03.2019, 17:41:14

iFood faz testes para delivery de comida com drones no Brasil

Empresa anuncia que começará experimento em prédios comerciais e residenciais

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O aplicativo de delivery de comida iFood anunciou que vai começar a entregar comida com drones. O primeiro teste foi feito durante o feriado de Carnaval, quando a companhia usou o sistema para entregar comida em blocos de São Paulo.

A ação teve uma proposta mais de marketing que de efetivamente entrega. Em meio a 500 mil pessoas no bloco Beleza Rara, o drone fez a entrega de um “wrap” para o vocalista da Banda Eva, Felipe Pezzoni.

O app agora vai começar a realizar os testes com empresas e prédios residenciais e comerciais na cidade. O impecílio, no momento, é conseguir aprovação de Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar na região.

Os testes fazem parte de um projeto de expansão para os próximos meses. A companhia também lançou este ano o iFood Shop, um site pelo qual fornecedores podem encontrar embalagens e outros itens para melhorar a oferta de comida pelo sistema de entregas.

Tudo isso faz parte de um projeto de investimentos de US$ 500 milhões pela Movile, empresa que é principal investidora da marca iFood. Segundo comunicado, o aplicativo, atualmente, conta com 14,1 milhões de pedidos todo mês para 10,8 milhões de usuários no Brasil, México e Colômbia.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas