Imagem de Irmã Dulce com 33 metros de altura será grafitada em shopping de Salvador

salvador
07.01.2020, 10:44:12
Atualizado: 07.01.2020, 20:38:06
O artista Eduardo Kobra é responsável por murais em mais de 40 países (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Imagem de Irmã Dulce com 33 metros de altura será grafitada em shopping de Salvador

Obra será do artista Eduardo Kobra, reconhecido mundialmente no circuito da street art

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A primeira santa nascida no Brasil, Santa Dulce dos Pobres, vai receber mais uma homenagem em Salvador - e ainda deve criar mais um ponto turístico na cidade. Irmã Dulce, canonizada em agosto do ano passado, será retratada em um painel grafitado pelo artista Eduardo Kobra, brasileiro conhecido mundialmente no circuito da street art. 

A obra, que será a primeira de Kobra em Salvador, será instalada no Shopping Barra. Com 33 metros de altura e nove metros de largura, o mural de Irmã Dulce começará a ser pintado ainda nesta terça-feira (7) e deve ser concluído em até quinze dias. A arte de Kobra será baseada em uma foto de Irmã Dulce abraçando uma criança. 

“O que mais me chama atenção é que ela foi uma brasileira que realmente doou sua vida para os mais simples, para as pessoas mais humildes. Com esse exemplo de dedicação, foi abrindo mão de tantas coisas em prol da vida do próximo e mudando a realidade da vida de tantas pessoas, como tantos líderes da paz fizeram”, explicou o artista, durante uma entrevista coletiva, na manhã desta terça, no shopping. 

O mural de Irmã Dulce será parte do projeto Olhares da Paz, que já retratou figuras como Martin Luther King, Madre Teresa de Calcutá, John Lennon, Alfred Nobel, Bob Marley e Nelson Mandela. Quando for instalado na fachada do Shopping Barra, será o primeiro trabalho de Kobra em um centro de compras. 

“Essa lateral tinha um desafio que é uma questão de proporções, porque é uma parede muito mais alta e mais estreita”, comentou. Assim como fez com as obras anteriores – ele chegou a visitar a casa onde Mahatma Gandhi cresceu, em Mumbai, na Índia –, o artista já deu início à pesquisa sobre a vida de Dulce. 

Na quinta-feira (9), ele deve visitar as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid). Lá, vai conhecer espaços como o hospital, o santuário e o memorial dedicado à religiosa. Emocionada, a superintendente das Osid, Maria Rita Pontes, agradeceu a homenagem. 

“Ver Irmã Dulce estampada em um grande empreendimento é uma coisa que a gente não esperava. Se o reconhecimento internacional já veio com a canonização, agora ela ser retratada por Kobra também vai ser muito importante”, disse Maria Rita. 

De acordo com Kobra, o trabalho terá diferentes fases, com ajuda dos também artistas Agnaldo Brito e João Neto. O painel é inicialmente feito em um material quadriculado. Primeiro, ele faz o esboço em preto. Em seguida, pinta em preto e branco. Só depois disso é que faz a pintura com as outras cores. Em todo o processo, usa tinta esmalte sintético e compressor. A parte colorida é feita com spray. 

“Eu criei um caminho autoral para o meu trabalho que tem valores estabelecidos dentro das criações. Meus trabalhos falam de história, memória, causas de proteção aos animais, de olhares da paz e pessoas importantes que lutaram pela paz”, completou. 

Mural comimagem de Irmã Dulce foi anunciado nesta terça-feira (Foto: Roberto Abreu/Divulgação)

Turismo
A possibilidade de trazer o artista para modificar a fachada do Shopping Barra começou a ser discutida no início do ano passado. Segundo o superintendente do estabelecimento, Naildo Macêdo, a ideia era fazer algo que tivesse repercussão “eterna”. 

“Pelas características da obra, foi absolutamente fácil definir que o artista seria Kobra, que tem trabalhos nos cinco continentes”, explicou. A decisão foi apoiada pelos 15 proprietários do shopping e por todos os lojistas associados, além do arquiteto responsável pela fachada original. 

Por fim, faltava definir qual será o tema da obra. “Quando sentamos e colocamos na mesa, as ideias convergiram para a mesma pessoa, que tem um discurso cósmico para além da nossa realidade”, completou, referindo-se a Irmã Dulce. 

Assim que estiver pronto, a tendência é que o mural se torne um ponto turístico. Foi o que aconteceu com outros trabalhos de Kobra. O painel O Beijo, pintado em 2012, chegou a figurar entre os 10 locais mais fotografados em Nova York, até ser apagado completamente, quatro anos depois. 

Segundo a diretora de marketing da Enashopp, empresa que administra o shopping, Mirela Cubilhas, criar um novo ponto turístico não era o objetivo principal da decisão. 

“Mas claro que dentro do nosso planejamento entendemos que podíamos transformar a fachada do shopping em um cartão-postal. Isso foi avaliado, pensado e realizado. A gente tem uma expectativa, inclusive, de receber mutiops turistas e muitos baianos para fotografar e participar dessa obra”, avaliou. 

O presidente da Associação de Moradores da Barra (Amabarra), Waltson Campos, também disse acreditar que o mural pode ajudar a desenvolver o turismo bairro. 

“Kobra tem uma história de vida muito legal. Faltava ele estar presente em Salvador, porque já vemos a obra dele em vários locais. Nós temos exemplos no Brasil em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, que muita gente vai lá para conhecer os painéis dele. A gente precisa realmente desenvolver a arte urbana em Salvador”. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas