Imbuí e São Cristóvão passam a ter restrições; Orla da Barra é liberada

coronavírus
23.06.2020, 11:13:00
Atualizado: 23.06.2020, 11:46:16
Movimentação em São Cristóvão, que receberá medidas, nesta terça (Marina Silva/CORREIO)

Imbuí e São Cristóvão passam a ter restrições; Orla da Barra é liberada

Prefeito anunciou bairros que continuam e os que saem de ações

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O prefeito ACM Neto anunciou nesta terça-feira (23) a renovação do decreto de medidas restritivas em alguns bairros, suspensão em outros e inclusão de novos locais de atuação: São Cristóvão e Imbuí. Além disso, ele afirmou que vai liberar a Orla da Barra, mas com regras para preservar a saúde de quem usa o calçadão na região.

Neto afirmou que serão prorrogados por pelo menos mais sete dias os decretos nos bairros Beiru/Tancredo Neves, Fazenda Grande, Paripe, Federação, Engenho Velho da Federação, Santa Cruz e Engenho Velho de Brotas. Já em Itapuã e Brotas a ação foi encerrada agora.

"E no lugar deles vamos incluir outras duas regiões, que são São Cristóvão, que já registrou 262 casos da covid-19, e Imbuí, com 310 casos do novo coronavírus", explicou.

Sobre a Barra, o prefeito afirmou que a liberação seguirá uma "disciplina". "Provisoriamente suspendendo as ações no calçadão da Barra, vamos liberar, porém com regras, com disciplina, para garantir a higienização, uso de máscaras e portanto ordenar o calçadão da Barra para que todos possam usar em segurança", diz.

Em entrevista à Rádio Metrópole hoje, o diretor da Guarda Civil Municipal, Maurício Lima, afirmou que estruturas estavam sendo montadas na orla para garantir que as orientações sanitárias sejam seguidas. Os guardas irão fiscalizar a região.

"Será controlado o acesso pela Guarda Municipal. Ao todo, serão quatro postos de controle e diversas medidas para que a gente não tenha mais aqueles momentos da semana passada, com muita gente aglomerada e permitindo o contágio do coronavírus", explicou.

Restrições
Nos bairros com as medidas, fica suspensa a realização de qualquer atividade econômica, formal e informal, só sendo permitido o funcionamento de daquelas consideradas essenciais, a exemplo de supermercados, farmácias e estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery, sem retirada no local, além de serviços de saúde.

Além disso, os bairros recebem ações de proteção à vida que consistem na distribuição de cestas básicas para trabalhadores informais e entidades sociais que atuam na região, e de máscaras de proteção para a comunidade. Também são ofertados testes rápidos para detecção do coronavírus, medição de temperatura, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti e Cras Itinerante.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas